Reforma em apê de 38 m² o deixa funcional, versátil e atual

O arquiteto Yannick Athia alterou praticamente todo o layout, revestimentos e mobiliário do imóvel

Por Yara Guerra Atualizado em 26 jan 2022, 19h32 - Publicado em 27 jan 2022, 13h00
Fellipe Lima/Casa.com.br

Funcionalidade e aconchego foram os atributos que nortearam o projeto deste apartamento com visual moderno e versátil, pensado pelo arquiteto Yannick Athia para um homem solteiro de 30 anos.

Além da praticidade para o dia a dia do morador, o imóvel trouxe o estilo contemporâneo como guia para as escolhas de mobiliário e itens decorativos que trouxeram ao apartamento de 38 m² personalidade e bossa.

Fellipe Lima/Casa.com.br

Para adequar aos gostos do morador, foi preciso uma grande reforma. Embora não tenha tido nenhuma mudança estrutural, no quesito revestimentos, layout e escolha de mobiliários houve grandes transformações.

“Alteramos praticamente tudo – tirando a parede divisória da sala e os pontos hidráulicos. Mudamos os revestimentos e materiais, móveis, cores, objetos, bancada, louças e metais… tudo para deixar o apartamento com a cara do morador”, diz o arquiteto.

Fellipe Lima/Casa.com.br

Para trazer o impacto visual cheio de personalidade que tanto almejava, a paleta de cores foi bem importante, já que sai do óbvio com tonalidades marcantes como a terracota, verde e o preto, cores nada convencionais quando falamos de apartamentos menores.

A metragem do apartamento pedia soluções inteligentes que permitissem ao morador ter funcionalidade no dia a dia, premissa inicial do projeto, que se encaixa perfeitamente ao que os dias atuais pedem com dinamismo e praticidade para a vida moderna.

Fellipe Lima/Casa.com.br

“A própria metragem do imóvel incorpora essa realidade dos tempos modernos, composta por espaços pequenos e pensados. Porém sempre respeitando a qualidade de vida, adequando a estética com a funcionalidade”, diz Athia.

Para isso, a integração foi palavra de ordem na área social. Além de soluções bem pensadas para otimizar cada cantinho, uma bancada de refeições setoriza cozinha e sala de estar e abriga a TV, fixada em um suporte retrátil que permite movimentá-la no sentido do sofá.

Veja também

Outra boa ideia para otimizar o espaço foi utilizar uma porta de correr para o quarto, a porta convencional acaba perdendo centímetros preciosos devido ao ângulo de abertura, a ideia além de poupar na metragem também trouxe um visual bem interessante para o projeto.

Continua após a publicidade

Fellipe Lima/Casa.com.br

A marcenaria, por sua vez, também foi de suma importância para otimizar os espaços e contribuir para o estilo dos ambientes.

Logo ao lado da porta de entrada, um armário embutido com acabamento cinza-chumbo funciona como despensa. O mesmo tom foi utilizado no armário inferior da cozinha, enquanto a madeira clara foi a escolhida para a bancada das refeições, que acompanha a parede e teto, como se setorizasse a área do jantar.

Esse mesmo tom de madeira foi escolhido para os armários aéreos da cozinha garantindo unidade visual.

Fellipe Lima/Casa.com.br

“O design da marcenaria e seus revestimentos foram executados personalizando o ambiente, seguindo a linguagem que desejávamos transmitir ao apartamento, ao mesmo tempo com muita cautela para que houvesse um equilíbrio, uma harmonia, principalmente em função da metragem”.

Uma curiosidade que chama atenção de quem está planejando uma obra é a ordem de execução dos serviços. Para um projeto de interiores como esse, o arquiteto procura seguir uma linha de raciocínio para fazer com que a obra funcione e saia da melhor forma possível.

Fellipe Lima/Casa.com.br

O primeiro passo é fazer a substituição de pisos e, depois, de bancadas na cozinha e banheiro. “Em seguida, fazemos as alterações de marcenaria e eletrodomésticos (no caso da cozinha com elementos embutidos), louças e metais.

Fellipe Lima/Casa.com.br

Por fim, seguimos com a pintura, tecido de parede e os itens decorativos. O arquiteto também se adequou às tecnologias que contribuem com o meio ambiente, como iluminação e hidráulica pensada para diminuir o consumo de recursos naturais.

Dessa forma, para a iluminação além de todas as lâmpadas terem sido substituídas para LED, ajustes pontuais foram feitos buscando trazer diferentes cenários para os ambientes. “No banheiro com a iluminação atrás do espelho, na sala, com o pendente da mesa de jantar e as luminárias de parede, e no quarto, através dos abajures ao lado da cama e do LED atrás da cabeceira”, finaliza Yannick.

Curtiu? Confira mais imagens na galeria:

Continua após a publicidade

Publicidade