Casa Created with Sketch.

Sua decoração é cringe? Faça o teste e veja se você é velho

Veja 9 coisas da decoração dos millennials que são “cringe”, segundo a GenZ

Montagem com harry potter, calça jeans skinny, xícara de café, litrão, café da manhã e emoji "chorando de rir"

 (Reprodução/Veja São Paulo)

Você escuta k-pop, divide o cabelo ao meio, acha calça jeans skinny o fim? Parece que a guerra online entre millennials e genZers acaba de chegar ao seu clímax. Na última semana, a internet caiu no debate do que é “cringe” (uma expressão em inglês para “vergonha alheia”, em tradução livre), utilizada pela juventude para julgar os hábitos de quem é nascido entre o final dos anos 1980 até o meio da década de 1990.

Gif da série The Office com Steve Carell fazendo careta

 (Reprodução/Giphy)

Mas será que os costumes millennials vão além de escutar Sandy e Júnior, e usar Facebook? Aqui está uma lista de decorações “cringe”: se você se identifica, talvez já esteja ficando velho.

Montagem da página Greengodictionary com coisas consideradas "cringe". No texto "cringe starter pack. Millenials aos olhos da geração Z".

 (Instagram @greengodictionary/Reprodução)

OBS: aqui na Redação, confessamos que gostamos de muita coisa na lista, principalmente café da manhã e litrão. E lembrem-se que para decoração da sua casa, o mais importante é ser feliz, “cringe” ou não. É emoji de chorinho e 😂 rsrsrsrsrs para rir sem culpa!

1. Lugar para café da manhã

 

Mesa em madeira posta para café da manhã com três cadeiras verdes. Quadros na parede com frases de "bom dia" e grãos de café

 (Pinterest/Reprodução)

Sim, aparentemente, uma refeição pode ser “cringe”. Como os genZers preferem acordar mais tarde e simplesmente pular aquele pãozinho com manteiga e um bom café com leite, o cantinho de café e mesa de café da manhã são coisas de velho. Porém, se você faz isso, por favor reconsidere incluir tomar café da manhã na sua rotina, segundo os nutricionistas é bastante importante para fazer a manhã render de forma saudável.

2. Bar

 

Adega com vinhos e taças

 (Maura Mello/Casa.com.br)

Não que a juventude não goste de beber, muito pelo contrário. Só que ir no barzinho e pedir o famoso litrão não é mais algo “cool”. Então, decidimos incluir alguns cantinhos de bar, porque se cerveja é de velho imagina vinho.

3. Flamingos e cactus

 

Estampa de flamingos desenhados e cactus

 (Reprodução/Pinterest)

Pois é, houve um momento alguns anos atrás que essas estampas meio bregas fofinhas estavam por toda a parte: em papéis de parede, abajur neon e outros tipos de acessórios. Flamingos, cactuzinhos, raposas e variações cobriam os quartos, mochilas e carteiras. Meigo, sim. Cringe? Talvez.

Veja também

4. Tons pastel

 

Armário salmão

 (reprodução/Vtwonen)

Não daria para falar de “cringe” millennial sem os amados tons pastel na decoração. A cor que leva o nome da geração, inclusive, o Rosa Millennial, é um tom super delicado, meio blush. Para contrastar, a cor da GenZ é um amarelo bem vibrante – o GenZ Yellow – mais descolado e gender neutral.

5. Metais rose

 

Mesa de escritório com globo, porta retrato com frase e relógio em metal rosé.

 (Reprodução/Pinterest)

Mais ou menos na mesma linha da paleta de cores, estão os metalizados rose. Sim, é aquele rosa clarinho que fez sucesso nos celulares.

6. Frases motivacionais genéricas

 

Living com sofá branco grande e almofadas com estampa de folhas. Na parede, quadros com as palavras Live Laugh e Love

 (Reprodução/Pinterest)

“Live, Laugh, Love” num quadrinho acima do sofá. Ou “Inspira, Respira, Não Pira”, “Seja Forte e Tenha Coragem” na parede da cozinha. Frases na decoração são bastante tendência, mas há quem diga que elas são “cringe”. Mesmo que um pouco cafoninhas, um incentivo a mais ao longo do dia não é tão ruim, né?

7. Home office

 

Mesa de home office branca com cadernos rosa, óculos, luminária dourada, quadro com frase em inglês, notebook e vaso de rosas

 (Unsplash/Arnel Hasanovic/Casa.com.br)

Segundo os genZers, millennials só sabem falar de boletos. Talvez isso tenha menos a ver com o “cringe” e mais a ver com a idade. O fato é que, quando você fica mais velho, as contas passam a ser (boa parte) da sua vida. Quem sabe daqui uns anos os genZers também vão estar reclamando de boletos. Ou pix.

A mesa de home office é o símbolo dessa tristeza chamada vida financeira.

8. Harry Potter e Disney

 

Quarto com bandeiras de harry potter e um grande quadro com as iniciais HP em dourado sobre parede de tijolos cinza

 (HGTV/Reprodução)

Viagem para a Disney e obsessão por casas de Harry Potter são marcas registradas da geração millennial, que cresceu com os bruxinhos. Bonequinhos, fantasias, réplicas de varinhas fazem parte do quarto dos sonhos dos millennials. Decorações temáticas são sempre divertidas e pode ser bastante gratificante ir montando sua coleção pessoal. Claro que não precisa ser de Harry Potter: pode ser algo mais atual, como as séries da Marvel. (Loki e WandaVision são recomendações!)

9. Nostalgia de qualquer tipo

 

Quarto com paredes lilás. Cama com colcha estampada. Posteres na parede. Puf azul inflável. Televisão de tubo Photo by Rodin Eckenroth/Getty Images

Photo by Rodin Eckenroth/Getty Images (HGTV/Reprodução)

O pacote do “cringe” se encerra com qualquer resquício de nostalgia. A frase tradicional dos mais velhos (millennials, boomers, genY…) “ah, mas na minha época” vai com toda a certeza vir acompanhada de muitos olhos virados e “cringe”. Então nada de ficar falando que seu quarto da adolescência era mais legal porque na sua época vocês colecionavam pôsteres da Britney na parede.

A realidade é que, invariavelmente, o que a geração passada fizer vai ser considerado “cringe”, “chato”, “cafona”, “demodê”, “clichê”, “coisa de velho”, pela geração seguinte. Aceitem, no fundo ninguém é xóven.

Veja também
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.