Casa Created with Sketch.

Millennial Pink x GenZ Yellow: qual cor te representa

Descubra as características das tonalidades Millennial Pink e GenZ Yellow com base nas gerações que as nomeiam

 (Reprodução/Casa.com.br)

Determinar quais são as características de uma geração não é tarefa fácil, porém, indiscutivelmente existem traços comuns entre pessoas que nascem na mesma época. Elas viveram os mesmos acontecimentos históricos, cresceram com as mesmas influências de mídia, pegaram as mesmas “modas”. Será que uma cor consegue transmitir toda essa bagagem?

 (Gifer/Reprodução)

Bem, o Millennial Pink e o GenZ Yellow com certeza não fazem feio. As cores foram batizadas com os nomes das respectivas gerações que representam: a geração Y (millennials nascidos entre 1980 e 1996) e a geração Z (nascida a partir do finalzinho dos anos 1990). Dá para entender bastante sobre essas duas gerações olhando para suas cores, suas diferenças e semelhanças. Descubra um pouco sobre as cores e veja se você é mais Millennial Pink ou GenZ Yellow!

Os anos 1990

 

 (Refresher.com/Reprodução)

Provavelmente você já se deparou com este tom de rosa claro em alguma foto em rede social. A cor Millennial Pink foi um sucesso nos últimos três ou quatro anos, aparecendo em todo o lugar, da decoração, nas roupas até objetos de design.

 (The Cut/Reprodução)

O rosa traz união de sentimentos nostálgicos e contemporâneos. Se de um lado é a cor dos chicletes e milkshake, ela também representa as novas ideias de gênero e sexualidade. Toda a doçura do tom ganha uma certa ironia nos olhos dos millennials que o utilizam como uma forma de ressignificar aquilo que era tradicionalmente feminino.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Fácil de combinar, o tom é meio retrô e fez sucesso, principalmente no Instagram. Como referências cinematográficas, podemos citar As Patricinhas de Beverly Hills (de Amy Heckerling), o Grande Hotel Budapeste (de Wes Anderson) e também o universo pink de Paris Hilton.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Na Pantone, o rosa corresponde à cor: Rose Quartz, cor do ano de 2016.

Anos 2000

 

 (Shutterstock/Reprodução)

Mas, o tempo passou e os millennials deixaram de ser a geração mais novinha por aí. Agora, quem ocupa a “vanguarda geracional” é a chamada GenZ. Esta geração não se lembra ou sequer conhece um mundo sem internet, portanto ela é acostumada com a velocidade. Também é a geração que mais abraça a diversidade e as causas sociais.

 (Reprodução/Casa.com.br)

O tom vibrante do GenZ Yellow reflete essa energia. O amarelo associa-se à luz, calor e positividade. O amarelo é também um passo adiante nas questões de gênero e sexualidade, sendo uma cor que não é ligada nem ao masculino nem ao feminino.

 (The Cut/Reprodução)

Por ser mais vibrante, o GenZ Yellow não é tão fácil de combinar, e talvez um pouco chamativo demais para alguns. Contudo, ele pode ser incorporado na decoração, roupas e acessórios de forma discreta, trazendo um ponto de brilho e inspiração.

 (Canvas8/Reprodução)

Como referências temos o icônico vestido da Rihanna no Met Gala, o vestido da Beyoncé no clipe Hold Up, o curta Hotel Chavalier (de Wes Anderson) e no estilo baggy de cantoras como Billie Eilish. Na Pantone, a cor surge no tom Illuminating, cor do ano de 2021.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.