Casa Created with Sketch.

Flat de 58 m² tem área social integrada e marcenaria colorida

O imóvel foi projetado pela arquiteta Carina Del Fabbro, que se inspirou na leveza de tons claros e no aconchego de tecidos

Com o living todo integrado e décor pautado em tons neutros, a arquitetura de interiores realizada por Carina Dal Fabbro alcançou a sensação de amplitude que o apartamento flat precisava

Com o living todo integrado e décor pautado em tons neutros, a arquitetura de interiores realizada por Carina Dal Fabbro alcançou a sensação de amplitude que o apartamento flat precisava (Rafael Renzo/Casa.com.br)

Os moradores do apartamento de 58 m² localizado no bairro Jardim Paulista, em São Paulo, solicitaram à arquiteta Carina Dal Fabbro um lar que transmitisse aconchego, personalidade e manutenção prática para o dia a dia. O casal, que mora entre a capital paulista e Montreal, no Canadá, expressou seu sonho em ter no Brasil uma morada com soluções personalizadas e que aproveitasse bem o espaço disponível.

A sala de jantar segue o estilo minimalista e elegante do restante do projeto. As tonalidades escuras escolhidas para a mesa e cadeiras promovem um contraponto interessante com o restante da decoração

A sala de jantar segue o estilo minimalista e elegante do restante do projeto. As tonalidades escuras escolhidas para a mesa e cadeiras promovem um contraponto interessante com o restante da decoração (Rafael Renzo/Casa.com.br)

Pensando em cada detalhe solicitado por eles durante o briefing, a arquiteta teve como inspiração a leveza dos tons claros e amadeirados combinados ao aconchego dos tecidos de lã e linho.

Leveza e bem-estar foram alcançados graças à combinação entre a paleta de tons claros salpicada pelo verde esmeralda, que está presente na poltrona e no pufe para o apoio dos pés. Reconhecido pelo aconchego, o amadeirado se faz presente no piso e no rack ripado

Leveza e bem-estar foram alcançados graças à combinação entre a paleta de tons claros salpicada pelo verde esmeralda, que está presente na poltrona e no pufe para o apoio dos pés. Reconhecido pelo aconchego, o amadeirado se faz presente no piso e no rack ripado (Rafael Renzo/Casa.com.br)

“Outra referência que empregamos foram diferentes nuances de verde. Por ser a cor preferida da moradora, o espalhamos em vários pontos da decoração sem perder a elegância e torná-lo enjoativo”, diz Carina. A cor está nas almofadas, poltrona, vasos, pufe e até mesmo na marcenaria da cozinha.

Veja também

 (Rafael Renzo/Casa.com.br)

Com visão completa para a cozinha, a sala de jantar é simples e funcional. “Neste ambiente, a iluminação é o charme”, observa Carina. A profissional optou pelo uso de um lustre em alumínio, com pintura eletroestática e luzes difusas e focadas, que favorecem a modernidade que os moradores tanto sonhavam para a sala de jantar.

“Na hora da escolha, é sempre importante considerar o tamanho da peça com relação à mesa de jantar. Mesas pequenas, pedem luminárias menores: assim, não há chances de errar e tornar o ambiente desconfortável”, explica.

A arquiteta defende que uma planta menor, como o apto de 58m², não é sinônimo de executar apenas o que se precisa, deixando de lado o carinho de alguns cantinhos tão especiais. Na marcenaria da cozinha, o nicho foi o ponto escolhido para a cafeteira e a fruteira

A arquiteta defende que uma planta menor, como o apto de 58m², não é sinônimo de executar apenas o que se precisa, deixando de lado o carinho de alguns cantinhos tão especiais. Na marcenaria da cozinha, o nicho foi o ponto escolhido para a cafeteira e a fruteira (Rafael Renzo/Casa.com.br)

Já a cozinha, compacta e funcional, é considerada o coração deste projeto. Os armários, feitos em laca e sob medida, agregam modernidade e evocam uma combinação diferente: enquanto a parte inferior é verde menta, os armários superiores são mais clássicos, revelando a sobriedade do cinza fendi. Deixando a composição ainda mais interessante, a arquiteta pontuou alguns detalhes em MDF madeirado.

No dormitório, a proposta da arquiteta foi trabalhar um ambiente acolhedor pautado nas cores claras e o magenta como destaque para a peseira e as almofadas.

 (Rafael Renzo/Casa.com.br)

Além disso, ali ela projetou o home office com muitas prateleiras e uma bancada que ocupa toda a extensão da parede. Para dividir as estações de trabalho do casal, a profissional incluiu um gaveteiro. Por ser um apartamento do tipo flat e sem área de serviço, o prédio conta com uma lavanderia de uso comum.

“Porém, com o intuito de tornar a vida da moradora mais prática, trouxemos para o banheiro uma máquina lava e seca. É uma solução simples, mas que faz toda a diferença na rotina da casa”, destaca Carina.

 (Rafael Renzo/Casa.com.br)

O box até o teto oferece elegância para o cômodo e, para propiciar a sensação de amplitude, a arquiteta aplicou o mesmo revestimento no piso e paredes.

Curtiu? Confira mais fotos na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.