Base neutra dá espaço para coleção de arte neste apê de 120 m²

O projeto, do escritório Samba Porter Arquitetura, incorporou o branco e o preto como cores principais e madeira e pedra como materiais de destaque

Por Yara Guerra Atualizado em 19 abr 2022, 12h26 - Publicado em 20 abr 2022, 13h00
Sala de estar integrada com base neutra
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Localizado no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, este apartamento de 120 m² pertence a um casal de jovens que adora artes e que se descobriu grávido no meio da obra.

Eles desejavam investir em bons acabamentos e ambientes claros, mas com personalidade; um lar moderno e um pouco rústico. Para isso, contaram com a ajuda do escritório Samba Porter Arquitetura.

Sala de estar integrada com base neutra e piso de madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

“Quebramos a parede que separava a cozinha da sala e quebramos também o terceiro quarto, transformando ele em parte da sala. O apartamento tinha apenas dois banheiros. Transformamos um deles em dois para podermos ter um lavabo e todos os quartos serem suítes”, contam os arquitetos.

Sala de estar com sofá cinza e tapete bege
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Como o prédio era antigo, não dispunha de plantas estruturais e nem de hidráulica, o que foi um desafio para os profissionais. Eles foram então descobrindo, ao longo da obra, onde havia pilares e vigas e quais seriam as suas limitações.

Para o décor, optou-se por branco e preto como cores predominantes nos materiais de destaque. A base de todas as paredes e teto é branca, inclusive o tijolinho incorporado, o que deixa o ambiente mais claro e contrasta com o piso pré-existente.

Cozinha com porta de correr em serralheria
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

“Assim, também transformamos as paredes em galerias para os moradores poderem colocar seus quadros, já que são colecionadores”, contam.

Continua após a publicidade

Dividido em dois blocos, o projeto separa a área social da privada: o bloco social inclui a sala de estar, o home theater, a sala de jantar e a cozinha, que são integrados. Já os quartos ficam reservados pelo corredor.

Quarto com cabeceira de madeira e base branca
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Jovem e com bastante personalidade, o apê apresenta um conceito baseado nos moradores, que precisavam de um ambiente com bases neutras (para expor sua coleção de quadros), mas, ainda assim, contrastantes.

“Trouxemos um projeto moderno, mas também respeitando as particularidades e características do apartamento existente, como o piso em taco que restauramos em toda a sala e completamos na área do terceiro quarto. As portas metálicas que dividem a cozinha da sala foram inspiradas na porta existente em metal e vidro que divide a cozinha da lavanderia“, dizem os profissionais.

Sala integrada com piso de madeira e sofá cinza
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

No quarto, a madeira e o couro trazem o aconchego complementado pela iluminação na cabeceira. Já no banheiro, bem iluminado, o grande destaque é o porcelanato rústico.

Como a maioria dos apartamentos antigos do Itaim, toda a fachada do imóvel é composta por janelas, trazendo iluminação natural e ventilação ao ambiente. O mobiliário, por sua vez, conta com peças de design assinado, como a poltrona de Sérgio Rodrigues e a mesa de centro de Fernando Jaeger.

Cozinha com armários cinza e ilha em pedra
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

“A característica que mais gostamos deste projeto é a mistura de revestimentos modernos e novos com itens antigos, já existentes na casa. Isso faz com que o ambiente seja jovem, mas sem perder sua história, mantendo suas características principais”, dizem os arquitetos.

Curtiu? Confira mais fotos na galeria:

Continua após a publicidade

Publicidade