Madeira e concreto se combinam para criar este aconchegante apê de 210 m²

Quem assina o projeto é o escritório MAB3 Arquitetura, que tomou partido do piso triangular existente no imóvel original

Por Yara Guerra Atualizado em 15 abr 2022, 20h14 - Publicado em 17 abr 2022, 13h00
Sala de estar integrada com muita madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Este apartamento de 210 m², localizado nos Jardins, em São Paulo, pertence a um jovem casal e sua filha pequena. Recém casados, eles buscavam uma casa muito aconchegante que fugisse do comum e que tivesse muitos armários.

Para isso, contaram com a ajuda do escritório MAB3 Arquitetura, que realizou mudanças bastante significativas no imóvel. “Quebramos muitas paredes e alteramos todos os revestimentos. Do apartamento original, só restou o piso triangular em blocos de concreto, que foi nosso ponto de partida”, dizem.

Sala de estar integrada com muita madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

As maiores mudanças se deram na suíte master, onde um dormitório e um banheiro se transformaram em um dormitório, um closet generoso e dois banheiros. Para isso ser possível, foram feitas alterações também nos outros quartos.

Suíte com cabeceira de madeira e tons neutros
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

“A demanda era de muito armário e espaço para armazenar de tudo! A moradora tem muitas louças e baixelas herdadas da família, coleções de jogos de toalhas e roupas de cama e muita roupa também”, contam os profissionais.

Em volta do piso de blocos de concreto existente, eles criaram uma caixa de madeira triangular, que é o grande destaque do apartamento. O painel de madeira e o forro iluminado também em madeira se alinham com o piso e formam um eixo muito bonito para quem está ali admirando a caixa.

Sala de estar e jantar integradas com muita madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

É sob ela que acontece o layout da sala de estar, mas foram utilizados elementos bem lineares que vão de ponta a ponta do ambiente, integrando o que está fora da caixa com o que está dentro: persianas de madeira, floreira e os sofás.

No décor, predominam materiais como madeira e concreto, mesclados a tons terrosos como o terracota e o mostarda. Há também bastante verde, tanto na vegetação quanto no tom mais seco dos sofás da sala.

Living integrado com sala de jantar com muita madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Já o estilo é bastante contemporâneo e aconchegante devido ao mix do quente da madeira com o concreto mais frio.

Continua após a publicidade

“O lavabo é lindo demais! Foi um estouro de likes no nosso Instagram! Ele leva o conceito dos materiais principais do projeto: uma caixa de madeira com a cuba esculpida em concreto sob medida saindo de dentro dela”, dizem os arquitetos.

Cozinha com madeira e detalhes cinza
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Já a cozinha, com bastante madeira, teve o usos setorizados de acordo com os materiais: a área molhada, da bancada principal, é toda com laca cinza. Já os móveis laterais, que não têm uso de água, são em lâmina natural de madeira com os nichos centrais na mesma laca cinza.

O piso e bancada, por sua vez, são de porcelanato fosco com textura rugosa e cor bem próxima ao concreto para se neutralizar no contexto.

Escritório com piso de madeira, estantes e armários de madeira
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

No escritório, a marcenaria inteligente foi a escolha, pois a demanda para este espaço era, além de home office, também um quarto de hóspedes. Por ser usado raramente, a intenção não era ter cara de cama.

“A marcenaria nos permitiu criar a área de trabalho em destaque, com área de apoio que se transforma em uma cama com bicama, mas montada como sofá”, explicam.

Suíte com televisão e armário
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

Enquanto isso, para a suíte master foi solicitado muitos armários. Por isso, os arquitetos criaram um closet bastante generoso para o casal guardar as roupas, bem como áreas de armazenamento também no dormitório.

Com muita iluminação natural e ventilação cruzada, o apê contou também com a incorporação de mobília afetiva: o carrinho de chá verde ao lado da porta de entrada principal era da avó da moradora.

Sala com carrinho de chá verde
Júlia Ribeiro/Casa.com.br

“Nós usamos uma tela sobre ele que tem um pouco da cor verde do carrinho para criar um espaço bem gostoso com essa peça especial. Além disso, todos os quadros usados também eram do acervo da família – há uma obra de Thomie Otake no home”, dizem.

Quer conferir mais fotos e detalhes do projeto? Navegue pela galeria:

Continua após a publicidade

Publicidade