O guia completo sobre decoração contemporânea

Conheça o estilo que integra sustentabilidade, tecnologia, funcionalidade e conforto

Por Landhi Atualizado em 29 jan 2022, 14h26 - Publicado em 30 jan 2022, 19h00
A integração com a natureza é uma das características do estilo contemporâneo. Projeto de Tetro Arquitetura Landhi/Reprodução

Por Murilo Dias

Contemporâneo. Con·tem·po·râ·ne·o: “adj – Que é do mesmo tempo; que existiu ou viveu na mesma época; coetâneo, coevo, temporâneo. Que é do tempo atual”. É assim que o dicionário Michaelis define e explica a palavra “contemporâneo”. E a definição gramatical reflete bem o estilo arquitetônico e decorativo que leva o mesmo nome.

Além da constante evolução, a decoração contemporânea se inspira em diversos aspectos da sociedade para compor o seu perfil. Traços minimalistas, funcionais e ligações com a tecnologia e natureza são algumas das principais características do estilo.

Projeto de Patrícia Zampieri. Landhi/Reprodução

O perfil contemporâneo é o que mais atrai Patrícia Zampieri, formada em Arquitetura e Engenharia Civil, com especializações em Segurança do Trabalho e Design de Interiores: “Gosto muito de tudo o que é ligado a tecnologia e a conscientização ambiental, duas influências marcantes no estilo contemporâneo. A sustentabilidade e a integração entre os ambientes é o que mais me atrai neste estilo”, declara.

Para Carlos Maia, um dos sócios do escritório Tetro Arquitetura, a principal característica da decoração contemporânea é não seguir uma cartela de opções ou modelos, mas criar esses padrões a partir das análises de contexto do lugar e do cliente.

Cores neutras, claridade e natureza marcam os trabalhos com decoração contemporânea. Projeto de Tetro Arquitetura. Landhi/Reprodução

“Tomamos o cuidado necessário de entender o espaço e não criar nada por gosto. Na Tetro isso não acontece. A partir do momento que entendemos o cliente, as escolhas vão ser de encontro a esse entendimento. As opções vão sempre de encontro com o conceito entendido”, completa Maia.

Mas como definir a decoração contemporânea? Como compreender esse estilo? Carlos responde: “É uma arquitetura, uma decoração, que responde a questões do lugar e das necessidades. É feita no sentido de ser funcional, mas também tem que ter um sentido. Visa trazer conforto, melhora na vida das pessoas. Sempre para viver num lugar melhor. Um espaço com qualidade, aconchegante e que faça sentido para as pessoas”.

Veja também

A funcionalidade está sempre presente no contemporâneo, que conversa bem com outros estilos. Projeto de Tetro Arquitetura. Landhi/Reprodução

Ainda, tomar a decisão correta é imprescindível para implementar perfeitamente o estilo contemporâneo. A utilização de poucos, porém imponentes, objetos na decoração, determina esse estilo considerado inovador. O uso da tecnologia, o aproveitamento da luz solar, cores neutras também são características predominantes. Além, é claro, do bom gosto na hora de fazer as escolhas.

Materiais utilizados no estilo contemporâneo

 

Carlos e Patrícia concordam na questão dos materiais utilizados no estilo contemporâneo. O sócio da Tetro afirma que seu escritório sempre procura materiais naturais, pois nenhum deles fica datado e tornam o projeto mais autêntico. Além disso, ele cita o uso de concreto, aço, pedras naturais, madeira e bambu.

Grandes janelas para aproveitar a luz natural somadas aos elegantes lustres. Projeto de Patrícia Zampieri. Landhi/Reprodução

“Gostamos também de trabalhar materiais do próprio local, o que faz com que a arquitetura fique mais bem inserida no contexto. Sempre buscamos a linha de materiais naturais, mas experimentamos também materiais sintéticos, quando fazem sentido no contexto. Não temos restrição”, acrescenta.

Zampieri também traz a madeira, a pedra, o metal prateado, o aço, o cimento e o vidro como os principais materiais utilizados neste estilo. Ela ainda faz o alerta para ter cuidado em utilizar a decoração na medida certa, sem exageros e com harmonia entre os elementos.

A integração com a natureza é uma das características do estilo contemporâneo. Projeto de Bernard Leroux Arquitetos Landhi/Reprodução
Continua após a publicidade

Já o aviso feito por Maia é relacionado ao freguês: “Sempre tentamos ter uma leitura sensível das questões do lugar e das necessidades do cliente. Tentar entender de uma forma objetiva e subjetiva. A partir desse entendimento, criar conceitos que serão costurados, amarrados, sempre visando a resposta final”.

Cores utilizadas no estilo contemporâneo

 

O uso de materiais e objetos locais marcam os projetos da Tetro. Landhi/Reprodução

Sempre atento ao desejo do seu consumidor, Carlos afirma que a lógica das cores segue a mesma linha dos materiais. Portanto, não há limitação de criação na Tetro em relação ao estilo contemporâneo.

“Podemos usar qualquer cor dentro que faça sentido no conceito do projeto. Se entendemos que para alcançar ou valorizar algum conceito, a gente precisa de uma cor, quente ou fria, podemos usar qualquer for. Todas as cores podem combinar com o estilo contemporâneo”, responde.

Um elegante bangalô, na Bahia, funcional e integrado à bela paisagem ao seu redor. Projeto de Tetro Arquitetura. Landhi/Reprodução

Patrícia, apesar de concordar na liberdade criativa da decoração contemporânea, defende que a cartela de cores neutras é a escolha mais segura e tem tudo a ver com este estilo de decoração simples e elegante.

As cores neutras são a escolha mais segura para o estilo contemporâneo. Projeto de Patrícia Zampieri. Landhi/Reprodução

Justamente por ter um grande espaço para criação com cores e materiais, o contemporâneo cai bem com diversos outros designs e pode ser utilizado em todos os ambientes da casa. É uma decoração prática, simples e ao mesmo tempo, elegante e bela, como afirma Zampieri.

Maia concorda e explica como a Tetro encara os projetos: “A gente pensa a casa como um único objeto. Não temos hierarquia como a fachada sendo mais importante ou outro lugar sendo mais importante. É sempre pensado a partir de um conceito e todos os espaços e ambientes têm que ir de acordo com isso”.

A versatilidade faz o estilo contemporâneo servir para todos os ambientes da casa. Projeto de Tetro Arquitetura. Landhi/Reprodução

E o conceito dos projetos do escritório de Carlos Maia é realmente o Norte para todo o trabalho. Para ele, por exemplo, o estilo contemporâneo pode ser atrelado a qualquer outra decoração caso a escolha vá de encontro com o objetivo e ideia:

A decoração contemporânea casa bem com diversos outros estilos, como o rústico. Projeto de Tetro Aquitetura. Landhi/Reprodução

“O contemporâneo pode combinar com qualquer estilo desde que faça sentido no projeto. Se o cliente tem alguns móveis antigos, de outras épocas e lugares, que tenham a ver com a história dele e de quem vai viver ali, é tudo bem-vindo na arquitetura contemporânea. Não podemos impor limites a isso. É sempre tentar fazer uma conexão do nosso conceito com a história do cliente”.

Luminosidade, conexão com a natureza, cores neutras e ligação com outros estilos: um resumo da decoração contemporânea. Projeto de Tetro Arquitetura. Landhi/Reprodução

Na mesma linha, Patrícia Zampieri exemplifica, mais uma vez, a versatilidade do estilo contemporâneo: “Combina com todos os estilos, porque o contraste de estilos é a arte de combinar elementos com características opostas em um mesmo ambiente, trazendo energia e movimento para o espaço”, finaliza.

Veja mais conteúdos como este e inspirações de decoração e arquitetura na Landhi!

 

Continua após a publicidade

Publicidade