Decoração rústica: tudo sobre o estilo e dicas para incorporar

Veja como deixar os ambientes da sua casa aconchegantes e charmosos com o estilo rústico

Por Landhi Atualizado em 17 dez 2021, 13h46 - Publicado em 18 dez 2021, 13h00

Por Murilo Dias

Projeto de Oficina Conceito Arquitetura Landhi/Reprodução

Os materiais usados na decoração rústica são os elementos da natureza: pedras, tijolos, madeiras, concreto e tecidos. O estilo rústico combina com qualquer cômodo da casa e proporciona um sentimento de aconchego e conforto. As principais cores utilizadas na nesse tipo de decoração são aquelas que fazem referência à natureza. Os tons de azul, verde, branco e vermelho casam bem com o estilo.

A decoração rústica é uma ótima opção para quem quer deixar o ambiente elegante, charmoso e aconchegante. Para entendermos o estilo, como ressalta Maurício Rissinger, arquiteto cofundador da Oficina Conceito Arquitetura, é preciso se atentar à palavra “rústico”.

Projeto de Oficina Conceito Arquitetura Landhi/Reprodução

“O rústico é relativo ao campo, à zona rural, próprio da vida no campo. Se utilizarmos o termo rústico no âmbito da arquitetura, isso nos remete a elementos naturais, com a textura mais bruta na qual podemos citar: a pedra, o tijolo aparente, a madeira e até mesmo o concreto aparente”, esclarece.

Mas onde e como surgiu o estilo rústico na arquitetura? Como explica Luiz Veneziano, arquiteto e urbanista, a origem está na própria história da humanidade e nas primeiras construções utilizando materiais naturais, como pedra, madeira, barro e palha.

Estudos sobre a história da arquitetura e da decoração rústica em si mostram que a China foi a inspiração para que o estilo se difundisse pelo mundo.

Projeto de DUO Arquitetura para a CASACOR 2019 Landhi/Reprodução

O primeiro livro a apresentar designs de móveis rústicos foi publicado em 1754, na Inglaterra. “A New Book of Chinese Designs”, de Edwards e Darly, mostra como os europeus admiraram e se inspiraram nos jardins chineses. Pouco tempo depois, o estilo havia se espalhado na Europa. A Inglaterra e a França foram os principais polos da decoração rústica.

Projeto de Miguel Capanema Arquitetura Landhi/Reprodução

Não por acaso, o estilo rústico ganhou espaço paralelamente à Revolução Industrial – servindo desde a sua origem como uma “fuga” da cidade grande e das novas tecnologias, algo que acontece até os dias de hoje.

Veja também

Nos Estados Unidos, por sua vez, a decoração rústica bebeu de diversas fontes e se adaptou à realidade do local e da época. Por um lado, os índios norte-americanos, situados tanto nos EUA quanto no Canadá, já utilizavam os materiais naturais para construir suas moradias e ferramentas. Por outro, os europeus, que colonizaram o território, levaram o estilo para lá.

Muitas vezes sem dinheiro e longe das cidades, os colonos viajavam com pouca ou nenhuma mobília, tendo que construir suas casas com os materiais que tinham à disposição no local.

Continua após a publicidade

Projeto de Studio Luiz Veneziano Arquitetura Landhi/Reprodução

Rissinger afirma que essa é uma prática desde que a humanidade saiu das cavernas: “O uso destes elementos são a base para a arquitetura desde que o homem começou a construir suas casas fora das cavernas, então podemos dizer que a rusticidade será sempre uma personagem da arquitetura e da decoração”. Ele ainda explica o motivo do rústico andar ao lado do estilo moderno e tecnológico de vida.

“Na mistura de elementos naturais, buscamos sempre o equilíbrio entre os mais rústicos com os mais refinados. Como os elementos da natureza fazem parte do nosso imaginário de casa desde sempre, fica fácil nos sentirmos aconchegados em ambientes rústicos”.

Veneziano também segue a linha da mescla entre o rústico e o sofisticado. Ele comenta seu gosto pela decoração rústica: “Eu uso muito os materiais naturais nos meus projetos, gosto muito. Sou até suspeito para dizer. O rústico também pode ser extremamente sofisticado por todos os elementos sensoriais. Você consegue ver esse estilo em vários ambientes elegantes.”

Como usar o estilo rústico em casa

 

Projeto de Studio Luiz Veneziano Arquitetura Landhi/Reprodução

A decoração rústica pode ser usada em qualquer cômodo da casa, segundo Luiz Veneziano. “A cozinha com inspiração francesa, usando madeira e revestimento de pedra, é um estilo bem marcante”. Já nos dormitórios, vigas de madeira e o tratamento da madeira marcam a decoração. “Com a iluminação certa, fica muito legal!”, afirma.

O belga Bernard Leroux, formado em Arquitetura pelo Institut Saint-Luc de Bruxelles e em Arquitetura e Urbanismo pela USP, compartilha da mesma opinião. “O estilo combina em qualquer cômodo da casa. Procuramos misturar várias peças no mesmo ambiente para atender a necessidade. Se você quiser esquentar um ambiente, você procura usar madeira ou tecidos como o linho”.

Projeto de Isabela Amorim Landhi/Reprodução

Luiz, porém, alerta para os exageros. O arquiteto afirma que qualquer material que não for bem implantado fica em desequilíbrio no ambiente. Ele defende o balanceamento entre as peças. “Acho muito interessante a utilização do rústico com materiais modernos, com tecnologia embargada, para termos o contraste. Estabelece uma harmonia entre os materiais”.

Cores que combinam com o estilo rústico

 

Projeto de Bernard Leroux Arquitetos Landhi/Reprodução

Por se tratar de uma decoração que utiliza muitos materiais naturais, a paleta correspondente é aquela que atende à natureza. Tons terrosos, verdes e azuis, por exemplo.

As cores mais adequadas, segundo Bernard, são os azuis, branco, verde e vermelho – fazendo referência ao barro. No entanto, cores muito vibrantes podem jogar contra o sentimento de aconchego proporcionado pelo estilo rústico.

Veja mais conteúdos como este e inspirações de decoração e arquitetura na Landhi!

Continua após a publicidade

Publicidade