Estilo urban jungle e cores sóbrias transformam este loft de 50 m²

O projeto, assinado pelo escritório LL Arquitetura e Interiores, conta com elementos jovens que refletem a personalidade do morador, um executivo de 30 anos

Por Redação Atualizado em 9 fev 2022, 16h59 - Publicado em 1 dez 2021, 13h00
Kelly Queiroz/Casa.com.br

Localizado em Moema, São Paulo, este loft de 50 m² ganhou novos ares com o projeto do escritório LL Arquitetura e Interiores. O apartamento duplex foi readequado a uma nova linguagem: mais prático, mais contemporâneo e mais funcional para seu morador, um jovem executivo de 30 anos.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Estruturalmente, a arquiteta Cristiana Leite não mexeu em nada, apenas valorizou o que já existia – evitando assim, grandes reformas, uma vez que o proprietário desejava uma obra rápida.

As mudanças, assim, se concentraram no décor. Por ser um duplex, o loft conta com um pé direito duplo, onde fica a sala. A iluminação natural colabora com a proposta urban jungle, com a predominância de elementos como cimento queimado e o preto.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Eles foram contrastados com toques de cores que remetem à conexão com a natureza. O cimento queimado aparece ainda na pintura de todas as vigas, que foram mantidas aparentes, e também no porcelanato do piso e na marcenaria em MDF no balcão da cozinha integrado à sala.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Já as paredes foram revestidas com tijolos rústicos na cor preta, o que cria ainda mais esta atmosfera urban e emoldura o espaço.

Veja também

Na sala, a TV foi pendurada no próprio tijolo aparente, que faz a vez de painel. Os tons cinza e preto são predominantes em toda decoração, enquanto o uso da cor azul (pontualmente no tapete e nas almofadas) remete à cor do mar, trazendo um pouco da conexão com a natureza.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Vasos de plantas também foram colocados estrategicamente no ambiente para dar mais aconchego e quebrar a monotonia das cores neutras, corroborando assim o estilo escolhido para o imóvel.

Para dar ainda mais leveza ao duplex, o escritório quebrou a alvenaria do guarda corpo do mezanino, onde fica a suíte, e o substituiu por vidro, trazendo para o ambiente mais luminosidade, contemporaneidade e integração total com todos os espaços.

Continua após a publicidade

Kelly Queiroz/Casa.com.br

No mezanino, a suíte ganhou armários em marcenaria na cor preta sobre a cama. Já a parede da cabeceira foi revestida com tijolos aparentes na cor preta, mantendo assim a mesma padronização de revestimento usado na sala.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Na parede oposta, outro armário foi projetado para guardar ternos, camisas, sapatos e acessórios. No centro do armário foi criado um painel onde foi instalada a TV emoldurada por uma iluminação em LED.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Trucks de skate foram pendurados na parede, formando ganchos para pendurar bonés, roupas e acessórios.

No banheiro da suíte, o porcelanato preto marmorizado aplicado no piso e na parede contrasta com o vaso e cuba na cor branca. No box, o nicho embutido iluminado com moldura em mármore branco mantém o contraste preto e branco e a instalação da porta de vidro oferece mais otimização de espaço.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Todo projeto recebeu iluminação pontual em LED e perfis de sobrepor no teto, reforçando o estilo urbano e industrial no ambiente. O lavabo, por sua vez, recebeu uma atmosfera totalmente preta, valorizada por uma parede verde com muitas samambaias penduradas atrás do espelho emoldurado com iluminação LED, que parece flutuar entre as plantas.

Kelly Queiroz/Casa.com.br

Na parede oposta, um quadro traz letreiros alusivos a néon e dá um certo colorido jovial ao espaço. Finalmente, a varanda ganhou um deck de madeira que reveste o piso e a caixa que esconde o ar condicionado – esta, por sua vez, é uma peça multiuso, como mesa ou banco.

Curtiu o projeto? Confira então mais fotos na galeria:

Continua após a publicidade

Publicidade