Casa Created with Sketch.

Descubra o poder holístico de 7 espécies de plantas

A arquiteta e designer de interiores Elaine Alberico explica os benefícios e cuidados necessários para incorporar o verde no dia a dia

Apartamento com paredes brancas e duas janelas verticais. Estante branca e sofá em couro marrom. Plantas ao redor da estante e entre o sofá e a parede. Bananeiras, costelas de adão e outras folhagens

 (Reprodução/Casa.com.br)

Devido ao ano atípico que vivemos, cultivar plantas passou a ser um hobby para muitos. Mais do que uma forma de distração, as plantas são muito mais do que decoração ou objeto estético. Com elas, os ambientes ganham mais vida e serenidade, além de muitos benefícios holísticos.

Natureza e energia holística

 

Prateleira branca com cinco vasos pequenos. Um com folhagem rosa, outro verde. Um vazio e duas suculentas

 (Reprodução/Casa.com.br)

A vegetação contribui na redução de estresse e ansiedade, melhora a concentração, na sensação de bem-estar e deixa os locais mais frescos e aromatizados. O processo de fotossíntese auxilia na liberação de oxigênio, ajudando na purificação do ar interno, tornando o ambiente mais habitável e a qualidade de vida como um todo, mais saudável.

Plantas têm o poder de atrair prosperidade, nos dão a sensação de serenidade, algumas têm o poder de repelir insetos e trazem muita alegria e vida aos ambientes. “Todo ser vivo tem campo vibracional, as plantas têm o poder de transmutar a energia de uma casa. Cada planta apresenta um padrão de energia e podem auxiliar na cura das emoções”, conta a arquiteta e designer de interiores, Elaine Alberico.

Cuidados e manutenção

Hoje, a biofilia – filosofia que busca se aproximar e aprender com a natureza e suas formas – está em voga, com cada vez mais designers e arquitetos buscando nas plantas as soluções para projetos. Porém, por se tratarem de seres vivos, é muito importante levar em consideração questões como espécie, local onde a planta irá se desenvolver e o clima da região, assim como a rotina do morador e sua disponibilidade para cuidados.

“É importante ter o mínimo de conhecimento sobre a planta que você decidir cultivar. Na hora da escolha, vale ressaltar entender se a planta se identifica com Sol ou sombra, se dão flores ou frutos, seu ciclo de vida, se ela irá se adaptar a sua rotina”, conta a profissional. Priorize sempre locais com luz natural e providencie água, adubação e se necessário irrigação automática.

Ambiente com mesas e cadeiras com vários vasos de folhagens, flores e samambaias. No teto, várias cordas com samambaias penduradas.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Com relação ao investimento, vale ressaltar que vai depender muito da escolha da planta e da estação do ano, pois está atrelado também à escassez da espécie, quantidade de mudas e mão-de-obra especializada. As folhagens normalmente apresentam maior durabilidade e menor manutenção, não são muito delicadas e não requerem rega todos os dias, ao contrário de muitas plantas que florescem ao longo do ano. Mas cuidado, acumulam poeira e se faz necessária a limpeza periódica para não acumular pó, tão prejudicial aos moradores com problemas respiratórios.

Se você quiser trazer uma nova energia holística para sua casa, confira as espécies abaixo e seus respectivos cuidados!

Lírio da Paz

 

Flor Lírio da Paz em detalhe. Flor branca com centro comprido e amarelado

 (Reprodução/Casa.com.br)

É uma flor super linda e que transmite a tranquilidade que o nome dela carrega. Com suas folhas verdes escuras, ela gosta de sombra, solo úmido, mas nunca encharcado. É uma planta que transmuta a energia densa do local além de minimizar os campos eletromagnéticos dos aparelhos à sua volta. A única contraindicação é a sua toxicidade, o que a torna perigosa aos pets, principalmente gatos.

Dama da noite

 

Flor Dama da Noite em detalhe. Flor branca com duas corolas de pétalas sobrepostas.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Esta espécie exala perfume peculiar de noite (como o nome sugere) e sua floração é mais frequente da primavera ao fim do verão. Ela se adapta a vários tipos climáticos, mas atenção ao seu forte aroma, nem todos são muito fãs.

Costela de Adão

 

Vaso de Costela de Adão dentro de ambiente. Mesa de apoio com suculenta à esquerda. Abajur ao fundo

 (Reprodução/Casa.com.br)

São muito utilizadas na decoração de casa e estão muito na moda por suas folhas esculturais e chamativas. Essa planta exige sombra, rega regular e suas folhagens podem gerar lindos arranjos florais na água, pela casa.

Espada de São Jorge

 

Vaso branco com Espada de São Jorge

 (Reprodução/Casa.com.br)

É uma planta que se adapta bem tanto na sombra quanto no Sol e exige pouca manutenção, além de ser super resistente e oferecer um charme extra ao local. Mas atenção, por ser do elemento fogo e de formas pontiagudas, o ideal é que ela fique em locais de pouca permanência ou até na área externa da casa, pois em excesso, pode motivar conflitos.

Hortelã

 

Vaso pequeno com hortelã em parapeito de janela.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Pode auxiliar a quem tenha doenças respiratórias como a asma ou problemas digestivos. Auxiliam na melhora de alergias, resfriados e tosse. Na aromaterapia, seu óleo essencial traz foco e concentração, além de muitos outros benefícios.

Samambaia

 

Vaso de samambaia suspenso por macramê. Organizador metálico de parede com desenhos e pasta ao fundo

 (Reprodução/Casa.com.br)

São muito queridinhas e frequentes nas residências, pela praticidade e beleza. São volumosas, normalmente ficam em lugares altos, precisam de luz natural e rega frequente. Também são muito indicadas para minimizar os campos eletromagnéticos ao seu redor.

Orquídeas

 

Orquídea branca e rosa florida.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Símbolo do amor e da perfeição, são plantas com flores duráveis, de diversas espécies, formas, cores e tamanhos. Elas requerem pequenos cuidados porém frequentes, mas oferecem mais vida ao local através de sua beleza e coloração ímpar.

 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.