Casa Created with Sketch.

Conheça as 5 plantas que estão em alta para compor o seu jardim

Está a fim de um novo hobby? Aprenda a ser um pai de planta e traga a natureza para dentro de casa seguindo estas dicas:

 (Prudence Earl/Unsplash)

Durante a pandemia de COVID-19, o interesse do brasileiro pelo cultivo de plantas cresceu consideravelmente. Segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), alguns produtores chegaram a registrar aumento de até 20% nos negócios desse setor neste ano.

O dado não surgiu à toa: recolhidos em casa, as pessoas viram nas plantas e flores uma forma de trazer a natureza para os interiores e até mesmo a possibilidade de um novo hobby.

“O isolamento social obrigou as pessoas a se enclausurarem, e quem diria que de tantos cenários negativos, o cultivo de terrários e jardins até na sacada dos prédios surgiria. O cultivo das plantas carrega a mensagem de renascer, de cuidar e sobretudo florescer, que é o que todos queremos nesse momento”, comenta Juana Martinez, parceira da Flores Online.

Nesse contexto, algumas espécies têm se destacado com uma procura maior. Se você também deseja ser um pai de planta, confira abaixo os tipos que estão em alta e algumas dicas para cultivá-los:

1. Begônia Maculata

 

 (Reprodução/Pinterest)

Com bolinhas brancas que assumem o protagonismo na parte da frente da folha, o verso possui um tom de vermelho carmim.

Conhecida como asa de anjo, ela faz sucesso por sua beleza ímpar e exótica. É uma planta de sombra com luz indireta, o que torna o cultivo em ambientes internos, como casas e apartamentos, ainda mais fácil.

 (Kulbir/Pexels)

Para deixar a espécie sempre saudável e bonita, é importante manter o solo sempre úmido, mas sem deixá-lo encharcado, além de ser fundamental se atentar em regar somente o solo.

Veja também

Atenção com crianças e animais: apesar da aparência encantadora, a planta é tóxica se ingerida, portanto mantenha-a fora do alcance dos pets e dos pequenos. Veja tudo sobre a Begônia Maculata aqui!

2. Ficus lyrata

 

A jardinista Marina Reis, do Atelier Colorato, com um vaso de ficus lyrata

A jardinista Marina Reis, do Atelier Colorato, com um vaso de ficus lyrata (Atelier Colorato/Casa.com.br)

Nativa de florestas tropicais africanas, a Ficus lyrata, também conhecida como figueira-lira, impressiona pelas folhas brilhantes, largas e com nervuras marcantes, que remetem ao instrumento musical.

 (The Sill/Reprodução)

As Ficus precisam de regas frequentes, cerca de duas a três vezes na semana, mas sempre verifique o substrato antes. Se ainda estiver úmido, espere um ou dois dias para então regá-lo. A melhor forma de regar a Ficus é abundantemente, deixando escoar muito bem a água pelos furos de drenagem.

3. Monstera deliciosa

 

A begonia maculata, com pintas brancas nas folhas, se destaca entre folhas de costela-de-adão e calathea

A begonia maculata, com pintas brancas nas folhas, se destaca entre folhas de costela-de-adão e calathea (Unsplash/Magali Merzougui/Casa.com.br)

Comumente chamada de costela-de-adão, a Monstera é uma planta da família das aráceas. Possui folhas grandes, cordiformes, penatífidas e perfuradas, com longos pecíolos, flores aromáticas, em espádice comestível, branco-creme, e bagas amarelo-claras.

 (Reprodução/Pinterest)

A planta se dá bem em ambientes úmidos. A temperatura ideal para cultivar a Monstera é entre 20ºC a 25ºC . Dessa forma, o frio não é indicado para o cultivo dessa espécie. Esses são os cuidados mais básicos com a Monstera e, para finalizar, lembre-se de manter as folhas sempre limpas. Veja como cultivar Costela de Adão aqui!

4. Jiboia

 

A jibóia é uma ótima planta de feng shui

A jibóia é uma ótima planta de feng shui (@paulaksouza/Instagram)

Além de ser uma planta bonita e fácil de cuidar, a jiboia também é excelente para purificar o ar. A jiboia tem a capacidade de remover resíduos tóxicos, como formaldeídos e benzeno. Ela é uma das poucas espécies recomendadas pela NASA para termos dentro de casa com essa finalidade. Trepadeira tropical de fácil manutenção, a jiboia gosta de água e calor.

 (Reprodução/Pinterest)

Regue-a duas vezes por semana, aumentando o fornecimento de água no verão e diminuindo no inverno. O solo deve ser rico em matéria orgânica: adicione composto ou húmus de minhoca a cada três meses, revolvendo bem a terra para misturar.

5. Maranta triostar

 

Ela gosta de sombra, temperatura ambiente e pouca água, e é tendência no Pinterest!

 (Reprodução/@selva_cl/Instagram)

Também conhecida como Calathea Triostar, Maranta Tricolor ou Maranta Triostar, é uma espécie da família Marantaceae, bastante comum no continente americano e no Brasil. Com suas folhas em delicados tons de verde e rosa, os desenhos costumam não se repetir de uma folha para outra.

 (Follow The Colours/Reprodução)

A Maranta Triostar adora ambientes claros e bem iluminados, mas sem sol direto, que pode queimar suas folhas. Mantenha o solo levemente úmido. Regue, em média, de 2 a 3 vezes por semana.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.