Casa Created with Sketch.

Estilo contemporâneo e tons neutros marcam este apê de 140 m²

Assinado pelo escritório NOP Arquitetura, o projeto incluiu um espaço pet para dar banho e cuidar dos cães da família

A sala, com painel paginado com revestimento marmorizado, espelho fumê e frisos foi uma solicitação do cliente, vinda de uma referência apresentada pelo escritório para abraçar o buffet de marcenaria

A sala, com painel paginado com revestimento marmorizado, espelho fumê e frisos foi uma solicitação do cliente, vinda de uma referência apresentada pelo escritório para abraçar o buffet de marcenaria (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

Assinado pelos arquitetos Phil Nunes e Livia Ornellas, do escritório NOP Arquitetura, este apartamento de 140 m² localizado em Icaraí, Niterói, foi pensado para um casal e sua filha, cheia de personalidade. A família tem dois pets adotados, o que orientou muitas decisões do projeto.

Poucas peças são de acervo dos clientes. A produção visual, do entanto, partiu de flechas indígenas que os moradores trouxeram de uma viagem

Poucas peças são de acervo dos clientes. A produção visual, do entanto, partiu de flechas indígenas que os moradores trouxeram de uma viagem (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

Trata-se de um apartamento recém-construído, que os moradores escolheram devido à planta diferenciada, com uma varanda que cruza todo o imóvel, da sala até o último quarto.

A setorização da varanda partiu do princípio de que os cachorros não deveriam mais entrar no quarto do casal, mas precisavam ficar confortáveis e próximos. Foi criado, então, um cantinho fechado com balanço e em frente ficam as caminhas dos pets

A setorização da varanda partiu do princípio de que os cachorros não deveriam mais entrar no quarto do casal, mas precisavam ficar confortáveis e próximos. Foi criado, então, um cantinho fechado com balanço e em frente ficam as caminhas dos pets (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

Além disso, a planta de três quartos – sendo dois com suíte canadense – virou um diferencial: os arquitetos propuseram que o casal ocupasse essas duas suítes, transformando em uma “ala” dedicada a eles, com closet, escritório e dormitório, divididos pelo banheiro. Já a filha assumiu o quarto que, pela construtora, seria a suíte principal.

 (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

Entre os principais pedidos para o projeto, os moradores queriam que a ala do quarto do casal fosse versátil, já que a pandemia veio durante o processo e foi necessário adequar o escritório para duas pessoas.

Além disso, a varanda enorme deveria ser setorizada: canto do pai, com churrasqueira e adega, área de relaxamento da mãe e canto de leitura com balanço. E gostariam também que a casa fosse funcional para os pets.

Veja também

“Os pets conseguiram se adequar à nova casa e tudo que planejamos para a convivência deles deu certo, o que deu um alívio depois de tantas escolhas baseadas neles: cortinas, tapete, mobiliário, entre outras”, conta Lívia Ornellas.

Contudo, 90% da planta do apartamento foi preservada. O grande ajuste foi a desmontagem do banheiro de serviço para transformar no espaço pet e a fusão da cozinha com a área de serviço e o pet care, criando um “bancadão” único em “J” e tirando máximo aproveitamento de bancadas e armários.

A base branca predomina no quarto da filha, com uma textura mais acolhedora na cortina de linho artesanal, conferindo destaque para o enxoval estampado

A base branca predomina no quarto da filha, com uma textura mais acolhedora na cortina de linho artesanal, conferindo destaque para o enxoval estampado (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

“A família é extremamente unida, mas respeitar a individualidade de cada um era um ponto importante para os moradores. Em função disso, o projeto apresenta uma paleta neutra e muda a temperatura de cor em cada ambiente: mais suave no quarto da filha, mais escura no quarto do casal”, contam os arquitetos.

 (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

Na sala, a ideia de ampliar o ambiente com o painel espelhado, com frisos metálicos em preto e marmorizado, também conferiu sofisticação.

“O projeto tem uma pegada contemporânea, mas é uma casa com cara de casa, você consegue ver uma família morando nela”, diz Phil Nunes.

 (Raiana Medina | Produção visual: Carina Oliveira e Bernardo Reis, do Estúdio Ca+Be/Casa.com.br)

A base do décor é neutra, com toques de cinza e um tom de madeira mais escuro para aquecer os ambientes. A sofisticação fica por conta dos marmorizados, tanto na sala quanto na cozinha e lavabos.

“Logo após a demolição, tivemos que adequar a obra às novas normativas, proibições de circulação e acesso e, por fim, paralisação total por quase 3 meses. Todas as compras e escolhas foram feitas de forma online e o morador confiou muito no escritório, afinal, não viu nada ao vivo. Foi sem dúvida o maior desafio do projeto, tanto para eles quanto para gente”, conta Livia Ornellas.

Curtiu? Confira então mais fotos e detalhes na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.