Casa Created with Sketch.

Arquiteto projeta apê de 100m² para morar com o marido e 4 gatinhos

Projeto do escritório Ricardo Melo e Rodrigo Passos Arquitetura, apartamento foi feito para Ricardo morar com o marido Wilson Konig e os pets

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

Juntos desde 2015, Ricardo Melo e Wilson Konig resolveram se juntar no apartamento de 100 m², não houve dúvidas de que o projeto seria assinado pelo escritório de Melo, Ricardo Melo e Rodrigo Passos Arquitetura.

Wilson morava em um apartamento pouco ventilado e escuro, detalhes que ele só percebeu depois que conheceu o namorado arquiteto. Como a rua ficava próxima ao Maracanã, chegar em casa em dias de jogos era quase uma gincana. Ele resolveu então se mudar para a Zona Sul para ficar mais próximo do namorado e escolheu este apartamento, em Botafogo, que é mais claro e arejado.

Em pé o arquiteto Ricardo Melo e sentado seu marido Wilson

Em pé o arquiteto Ricardo Melo e sentado seu marido Wilson (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

Também pesou na escolha do bairro a proximidade do metrô, uma vez que, mesmo em home office na maior parte do tempo, eventualmente Wilson vai ao centro da cidade a trabalho.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

“Concluímos que Botafogo seria um local mais adequado e mais tranquilo, além de oferecer apartamentos maiores a preços mais atraentes. Com a proximidade do metrô, também optamos por ficar com um carro só”, conta o arquiteto.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

A mudança está sendo gradual: durante a semana eles moram em casas separadas (Ricardo ainda mantém seu apartamento no Arpoador) e no fim de semana o arquiteto se muda para este apartamento em Botafogo, que ele acabou de reformar e decorar.

Veja também

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

Para os dois, o mais importante era prever espaços para os quatro gatos, tanto na área de serviço quanto na sala, onde o arquiteto projetou uma estante para os felinos interagirem. Além disso, Wilson pediu para evitar a cor branca. De resto, tudo o que foi proposto pelo arquiteto Ricardo foi rapidamente aprovado.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

Para evitar grandes custos, a obra fez poucas mudanças na planta original do apartamento. Entre elas, houve a ampliação da porta da cozinha para que ela ficasse mais integrada com a sala. A área de serviço também ficou maior e para isso, o quarto de serviço diminuiu e virou uma despensa. Pensando na integração, a porta que separava a área íntima foi retirada.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

O projeto tem inspirações na arquitetura nórdica, com destaque para a grande estante de ferro com madeira desenhada pelo arquiteto, de visual bem leve. O móvel percorre toda a sala, acumulando diferentes funções (TV, biblioteca e louceiro) e fazendo o ambiente parecer mais alongado.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

Como o Wilson não queria nada branco, o arquiteto propôs piso vinílico no padrão amadeirado por ter um custo acessível, ser de fácil execução e trazer visualmente a madeira para o projeto. Depois, ele adicionou tons de cinza e verdes, que se espalham pelo ambiente, imprimindo um efeito color block no projeto.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

Segundo o arquiteto, foi convencer o marido a usar a mesa de jantar azulejada, que ele achava grande demais (com 2,4 m de extensão). Ao final, ele não só aceitou a sugestão como também se convenceu que o móvel fez o espaço parecer maior. Com azulejos da designer Mônica Camargo, a mesa e o bufê fazem parte da linha de produtos RicMelo Design, do próprio arquiteto Ricardo Melo.

 (Denílson Machado/Casa.com.br)

O casal notou que o apartamento mais amplo e claro deixou os gatos muito mais felizes, impactando diretamente no humor e na sociabilidade deles. Para eles, a área de serviço ganhou uma cuba-tanque e, embaixo dela, um generoso espaço para acomodar as caixas de areia dos gatos. Os felinos ficaram mais carinhosos depois da mudança. O mesmo vale para o próprio casal.

Veja todas as fotos do projeto na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.