Reforma: casa de veraneio vira endereço oficial da família

No interior de São Paulo, o Estúdio OLO conduziu as mudanças, marcadas por cores vibrantes e peças com memória afetiva

Por Giuliana Capello Atualizado em 21 mar 2022, 22h45 - Publicado em 22 mar 2022, 19h00
Imagem mostra sala de estar com móveis coloridos, como a poltrona mole de Sérgio Rodrigues, além de uma escada para o piso superior e diversos vasos com plantas tropicais.
Filipe Augusto/ArchDaily

Morar na casa de veraneio, construída cerca de oito anos atrás, já estava nos sonhos da família quando a pandemia começou. Foi o impulso que faltava. Mas, era preciso fazer adaptações e preparar a nova residência para ser o endereço principal da família. Assim, a proprietária da casa, Francine Jubran, arquiteta e designer do Estúdio OLO, decidiu assumir a empreitada.

No living, uma parede de taipa estrutural alaranjada ressalta a paleta de cores da Casa Bosque, situada no interior de São Paulo. Alegre, a decoração conta com diversas peças coloridas no mobiliário. Uma delas é ponto focal de atenção: a poltrona Mole, de Sérgio Rodrigues, em couro azul. Outro destaque são as estantes de Fernando Jaeger, no fundo da sala.

imagem mostra buffet em laca azul com parede de taipa de pilão ao fundo e mesa de jantar
Filipe Augusto/ArchDaily

Para começar, a primeira providência era criar um home office, ambiente fundamental para o novo cotidiano familiar. Após avaliar a planta, decidiu-se que a solução era instalá-lo no espaço de circulação íntima entre as suítes. Aberturas de vidro garantiram a boa iluminação natural.

Continua após a publicidade

Veja também

imagem mostra home office com grande tampo de mesa em madeira embutido na parede, objetos decorativos e uma cadeira de escritório. Tem aberturas em vidro para luz natural.
Filipe Augusto/ArchDaily

A decoração traz diversos objetos e móveis que vieram de garimpos cheios de histórias afetivas, como a cama da bisavó no quarto do filho mais novo. Por fim, o resultado é uma combinação de decoração contemporânea, despojada, com peças mais antigas e cheias de significados para os moradores – um mix que imprime uma identidade bastante única ao projeto.

imagem mostra cama de ferro com cara de bem antiga, mesinha de apoio com gaveta e alguns brinquedos, quadros, luminária de chão na cor vermelha e tapete listrado sobre piso de madeira.
Filipe Augusto/ArchDaily

*Via Archdaily

Continua após a publicidade

Publicidade