Revestimentos nas áreas de banho: o que você precisa saber

Muito mais do que uma questão estética, o revestimento da área de banho deve se alinhar com o design do ambiente, uso dos moradores e harmonizar com o box

Por Redação Atualizado em 17 jan 2022, 14h13 - Publicado em 18 jan 2022, 13h00
Estúdio São Paulo/Casa.com.br

Para quem está na fase de reformar ou projetar um novo banheiro, com certeza a busca por revestimentos é um dos primeiros e mais importantes passos, afinal, é a partir dele que muitos outros detalhes são escolhidos em seguida para agregar estilo e praticidade ao cômodo.

Ideal Glass/Divulgação

De acordo com Érico Miguel, técnico da Ideia Glass, marca especialista em kits de ferragens para boxes de banho e portas de vidro divisórias de ambiente, mesmo com uma infinidade de revestimentos disponíveis no mercado para decorar áreas molhadas, alguns cuidados devem ser considerados antes de definir o modelo que irá ser instalado nos pisos e paredes.

Os favoritos!

 

Ideal Glass/Divulgação

Considerando a alta resistência e durabilidade em áreas molhadas, Érico destaca os revestimentos cerâmicos como uma ótima opção, tanto para pisos, quanto para as paredes. “Os cerâmicos podem ser encontrados em uma enorme variedade de texturas, cores e são muito resistentes a fungos e bolor, mais suscetíveis em áreas úmidas. Além disso, são de fácil instalação e manutenção no dia a dia”, diz.

Ideal Glass/Divulgação

Segundo o profissional, porcelanatos, mármores, granitos e pastilhas também são boas e tradicionais escolhas por conta da durabilidade, qualidade e diversidade de opções que se adaptam a decoração desejada para o ambiente.

Veja também

Pontos de atenção

 

Amy Bartlam/My Domaine
Continua após a publicidade

Até mesmo nas escolhas mais certeiras, como as citadas acima, alguns cuidados precisam ser tomados pensando na manutenção e na segurança dos moradores.

“No caso do porcelanato, por exemplo, para aplicá-lo no chão é preciso optar pelo modelo antiderrapante e para garantir um piso ainda mais seguro, as versões mais rústicas são menos escorregadias do que as polidas”, alerta o técnico da Ideia Glass.

Raquel Navalon Alvarez/Unsplash

Érico ainda chama a atenção para as pastilhas e revestimentos de vinil. “No caso das pastilhas, é preciso estar atento ao tamanho do rejunte, pois na área de banho acaba acumulando mofo, bolor e limo se não for feita uma rotina de limpeza frequente, fica cada vez mais difícil de remover essas sujeiras, isso acontece por conta da umidade e é algo que deve ser considerado na hora da escolha.

Já os revestimentos em vinil, que possuem aquele efeito envernizado/plastificado, não podem ficar em locais submersos, então não é uma opção para a área de banho por conta da sua fragilidade”.

Chastity Cortijo/Unsplash

Resumindo, Érico diz que os revestimentos devem sim ser aplicados no banheiro, pelo menos nas paredes dentro da área de banho que ficam em contato constante com a água, afinal, já que pintar as paredes não deve ser uma opção.

Curology/Unsplash

“Pintar as paredes que ficam dentro do box é permitir que a médio prazo, essas superfícies comecem a descascar e embolorar por conta da umidade e do vapor. Isso requer uma manutenção muito mais frequente e trabalhosa do que qualquer revestimento que seja aplicado e pode ocasionar infiltrações e até mesmo problemas estruturais”, comenta.

Box de banho

 

Ideal Glass/Divulgação

Érico destaca que quem está investindo no design da área de banho, precisa de um box que complemente esse visual. “O vidro transparente com certeza vai valorizar todo o trabalho feito na área de banho, destacando a decoração que está ali dentro. Agora, para tornar o cômodo ainda mais sofisticado, optar pelos modelos de roldanas aparentes será um grande diferencial”.

Continua após a publicidade

Publicidade