Casa Created with Sketch.

Integração e funcionalidade são destaques neste apê de 113 m²

Projetado pela arquiteta Adriana Favano, o imóvel ganhou um ar norte-americano no décor e passou a ser muito mais funcional

 (Gisele Rampazzo/Casa.com.br)

Os moradores deste apartamento de 113,52 m² localizado em São Paulo buscavam uma casa confortável, aconchegante, prática, funcional e, sobretudo, de mais espaço que o imóvel anterior de 55 m², já que pretendem ter ao menos um filho.

Coube à arquiteta Adriana Favano o projeto da nova morada, que recebeu algumas intervenções. Ainda que o imóvel tivesse uma boa área de uso privativo, os espaços para cozinha, sala de estar e jantar precisavam ser bem otimizados. Além disso, era preciso acomodar um sofá grande para a sala de estar.

Na cozinha conseguimos trabalhar em linha com os equipamentos, isso otimizou o ambiente. A integração entre cozinha e salas também possibilitou a instalação de um número maior de marcenarias para acomodar os utensílios de cozinha, louças e alimentos não perecíveis.

Veja também

“Uma das necessidades solicitadas pelos clientes era ter espaço para acomodar as louças, panelas e utensílios de cozinha. Com a integração da cozinha às salas, conseguimos, através da criação da marcenaria divisória entre esses ambientes, acomodar uma parte dos objetos”, conta Adriana.

 (Gisele Rampazzo/Casa.com.br)

No terraço, foram removidas as esquadrias que davam acesso à sala. “Na parede lateral à churrasqueira, criamos uma área de apoio removendo um trecho de parede oca existente”, explica a arquiteta.

Já na área da lavanderia, a mureta que dividia o ambiente do terraço foi removida, permitindo mais espaço e melhor circulação sem deixar de individualizar o ambiente da área social do terraço e cozinha/sala.

 (Gisele Rampazzo/Casa.com.br)

“No dormitório que se tornou a suíte do casal, removemos um trecho de parede para conectar com o segundo quarto e transformá-lo em closet, e fechamos o acesso pela porta desse segundo dormitório. Assim, a suíte do casal foi ampliada e otimizada”, conta a arquiteta.

“No terceiro dormitório onde se tornaria o dormitório do filho, removemos a parede vizinha ao banheiro e transformamos em uma segunda suíte para o quarto do filho e fechamos a porta de acesso pelo corredor”. Com um estilo de décor que segue as casas norte-americanas nas marcenarias, acabamentos e mobiliário, o apartamento se tornou muito mais integrado e funcional.

Confira mais fotos na galeria abaixo:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.