Casa Created with Sketch.

Apê de 77 m² integrado, ganha estilo industrial com toque de cores

O Atelier Aberto Arquitetura e o escritório Sbardelotto Arquitetura usaram cimento queimado, tijolinhos e cores neutras, junto das primárias e verde

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Esse apartamento de estilo industrial em Porto Alegre foi feito para uma pesquisadora, que queria que ele fosse integrado, perfeito para receber os amigos. Além disso, ela também precisava de espaço para estudo e para colocar muito verde.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Com 77 m², o projeto original tinha 2 dormitórios, sendo um deles uma suíte; a cozinha era ligada à sala por um passa-pratos e o acesso à área íntima se dava entre a cozinha e a sala, fragmentando o ambiente como um todo. O Atelier Aberto Arquitetura e o escritório Sbardelotto Arquitetura foram chamados para resolver a situação e fazer o projeto perfeito!

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Tendo em vista as necessidades da cliente, o layout foi repensado de modo a integrar os ambientes o máximo possível: as paredes que dividiam a cozinha da sala de estar e hall de entrada foram eliminadas fazendo desses ambientes um só. O escritório ficou no local de um dos quartos, porém integrado à sala. A integração pode ser vista também nos pequenos detalhes, como móveis, cores e texturas.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Quem entra no apartamento percebe de cara a parede de tijolos à vista, pintados de branco, em todo o comprimento. O branco frio da parede, de textura bruta, contrasta com o piso de tacos de madeira, que foi instalado em um sentido que dá a sensação de um espaço maior. 

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

As cores aparecem no projeto através dos móveis, além das diversas plantas. Na cozinha, os móveis são azuis e os ladrilhos em amarelo e branco; na sala de estudo, uma estante de ferro tem os nichos de madeira nas cores amarela, vermelha e azul é destaque do projeto, recheada de livros, objetos de viagens e plantas. Um dos banheiros também tem sua parcela colorida, com o móvel de pia verde.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

O móvel à direita de quem entra no apartamento funciona tanto para a cozinha como para o hall com uma chapelaria de um lado e equipamentos de cozinha do outro. A mesa de refeições, com altura de bar, foi feita em madeira com rodinhas, para que pudesse ser transportada para outras partes do apartamento com facilidade.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Veja também

A sala se integra à cozinha tanto pela ausência de paredes, quanto pelo piso de madeira presente em todos os ambientes. O móvel com os equipamentos da televisão é longo e chama a atenção por sua elegância. Todo em madeira, possui as portas ripadas com abertura fecho toque, para destacar a sua horizontalidade. 

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

A mesa de centro, também desenho dos arquitetos, possui pés metálicos e tampo vermelho fosco, dando contraste com os tons sóbrios à sua volta.

O escritório fica estrategicamente junto da janela, banhando de luz natural a mesa de estudos. Esse espaço se integra visualmente à sala por um banco e prateleira, ambos de concreto armado moldados in loco. 

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

A prateleira serve de apoio para os vasos com plantas; e o banco, tanto para plantas, quanto para os objetos de decoração. Ele se estende do estar ao escritório que, com maior profundidade, cria também um recanto de descanso e leitura com um futon, além de mais um lugar para receber os amigos em dias de festa, ou até como cama de hóspedes.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Tirar a abertura que dava acesso aos quartos possibilitou um estar menos fragmentado e a área íntima foi estendida. Um grande armário ocupa toda a extensão desta parede. Em frente ao banheiro social ficou a rouparia e no quarto, o guarda-roupas.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Os banheiros não foram esquecidos nesse projeto. O piso de pastilhas, tanto na suíte, quanto no banheiro social, dá charme a essas peças que se destinam às tarefas cotidianas.

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

O dormitório é o último recinto do percurso e está reservado do resto da casa justamente por ser a área íntima. A cama, unida às mesas laterais e à cabeceira, foi feita sobre medida e serve de apoio aos quadros. 

 (Marcelo Donadussi/BowerBird)

Tanto a parede de cimento queimado rústico, quanto as luminárias de jardim fabricadas e pintadas na obra contrastam com a limpeza predominante do branco das paredes e do mobiliário.

Veja todas as fotos do projeto na galeria!

*Via BowerBird

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.