Conheça os LEGOS personalizados para apoiar Ucrânia

A empresa Citizen Brick criou novos designs para as peças

Por Redação Atualizado em 24 mar 2022, 23h00 - Publicado em 26 mar 2022, 19h00
Design de LEGO em apoio a Ucrânia
Citizen Brick/Designboom

Com pequenos coquetéis molotov e figuras de Volodymyr Zelensky, a Citizen Brick, marca independente varejista de LEGO, arrecadou 16.540 dólares para ajudar a Ucrânia.

A iniciativa foi anunciada e esgotou rapidamente – com todos os rendimentos doados para as vítimas na Ucrânia. A minifigura personalizada exclusiva do presidente ucraniano e as peças do coquetel molotov, impressas com a bandeira ucraniana, foram divulgadas pela primeira vez no Instagram da empresa.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Citizen Brick (@citizenbrick)

O post dizia: “Como você deve ter notado, as minifiguras esgotaram quase imediatamente. Fizemos o maior número possível em 24 horas frenéticas, com a equipe da CB chegando em seu dia de folga para imprimir. Sabemos que houve algumas pessoas que tentaram obter um e não conseguiram. Esperamos que eles considerem fazer uma doação direta para uma instituição de caridade relevante.”

Continua após a publicidade

Veja também

Citizen Brick doou toda a quantia para a ajuda direta, a uma instituição de caridade que fornece assistência médica de emergência em todo o mundo.

Design de LEGO em apoio a Ucrânia
Citizen Brick/Designboom

A venda online começou em 5 de março com o coquetel molotov por 10 dólares e a miniatura de Zelensky por 100 dólares. A organização afirma que doou 26 milhões de dólares em ajuda médica à Ucrânia durante os últimos seis meses, e que atualmente está trabalhando com o Ministério da Saúde ucraniano para fornecer kits médicos de emergência e outros suprimentos.

Design de LEGO em apoio a Ucrânia
Citizen Brick/Designboom

Apesar da empresa ser um varejista independente, o próprio grupo LEGO – o maior fabricante de brinquedos do mundo – respondeu à invasão da Ucrânia pela Rússia. A resposta da empresa incluiu a suspensão das remessas para suas lojas na Rússia e a doação de 16,5 milhões de dólares em ajuda por meio da fundação LEGO.

*Via Designboom

Continua após a publicidade

Publicidade