Casa Created with Sketch.

Big Little Lies: confira os detalhes de cada casa da série

O seriado da HBO chama atenção pelos imóveis exuberantes de suas personagens. Confira os detalhes de cada um:

 (Medium/Reprodução)

Cinco mulheres diferentes entre si, mas igualmente fortes. Não, não estamos falando da redação do casa.com.br, rs. Mas sim das personagens principais da icônica série Big Little Lies, da HBO Max.

Caso você ainda não tenha assistido a essa preciosidade da TV, pode parar de ler (e evitar os spoilers!) e dar play na maratona. Mas, se já assistiu, deve concordar conosco quando dizemos que, para além da singularidade de Madeline, Celeste Bonnie, Renata e Jane, há outro destaque na série: a casa de cada uma delas.

 (SFGATE/Reprodução)

Ambientado na cidade de Monterey (Califórnia), conhecida por seus imóveis exuberantes, o seriado aborda diversos temas, como relacionamentos abusivos, violência contra a mulher, maternidade, rivalidade feminina, sororidade, bullying etc.

Antes de falar um pouquinho mais sobre cada uma das casas espetaculares, é importante mencionar que o diretor Jean-Marc Vallé e o produtor e gerente de locações da série, Gregory Alpert, tiveram o cuidado de visitar Monterey – cidade onde se passa a produção – por dois dias apenas para “senti-la”.

Ponte de Monterey que reaparece várias vezes na série

Ponte de Monterey que reaparece várias vezes na série (Vogue/Reprodução)

Em seguida, Alpert e sua equipe de 8 olheiros buscaram os locais ideais e obtiveram licenças necessárias para a gravação. Para o produtor, encontrar a casa certa para as personagens principais foi o seu maior desafio, mas Vallée o ajudou dando a ele uma análise do status socioeconômico de cada mulher.

Cada protagonista de Big Little Lies apresenta uma personalidade diferente, ponto explorado pela produção ao procurar os cenários para as casas

Cada protagonista de Big Little Lies apresenta uma personalidade diferente, ponto explorado pela produção ao procurar os cenários para as casas (Vigília Nerd/Reprodução)

Este detalhe é importante porque as casas não foram destinadas a elas por mero acaso: cada imóvel é quase uma extensão de sua proprietária, imprimindo na arquitetura e no décor qualidades de cada uma.

O designer de produção John Paino e a decoradora de set Amy Wells também se utilizaram de elementos de cena para construir a personalidade das integrantes. Confira abaixo tudo o que sabemos sobre as casas da série Big Little Lies:

Renata Klein (Laura Dern)

 

 (Scene Therapy/Reprodução)

A mansão avaliada em US$ 12,4 milhões localizada em Malibu que serviu como cenário para a família Klein não agradou Gregory Alpert de início. Isso porque o imóvel já apareceu em outras séries – como 90210, Revenge e Brothers&Sisters.

 (Scene Therapy/Reprodução)

Mas a casa acabou se tornando perfeita para expressar a imponência de Renata, uma mulher rica e de sucesso. Segundo Alpert, a equipe partiu da água – um elemento importante da narrativa – para dividir as casas de forma a indicar a superioridade de cada personagem.

“A primeira vez que você vê, e [Renata] está lá, e ela tem uma taça de vinho na mão, você realmente sente que ela está no topo do mundo”, diz Alpert.

 (Scene Therapy/Reprodução)

Esta visão fica presente, por exemplo, na piscina de borda infinita da casa de Renata, além dos muitos vidros e espelhos, pé-direito duplo e, principalmente, da escada dramática do living, que exala poder e opulência. Como na vida da personagem, na casa tudo também há de ser perfeito.

 (Scene Therapy/Reprodução)

No décor, a paleta é minimalista e os móveis seguem mais a linha do brutalismo. Já na segunda temporada, tudo fica minimalista (você vai entender porquê caso decida assistir, rs).

Veja também

Madeline Mackenzie (Reese Witherspoon)

 

 (Scene Therapy/Reprodução)

No primeiro episódio, Madeline chega a dizer que o seu patrimônio financeiro nem se compara ao das outras mães da escola. Mas, na verdade, a sua casa na série é o imóvel mais bem avaliado entre todos utilizados: vale US$ 14,8 milhões.

Localizada em Malibu, a casa fica à beira-mar e conta com um visual maravilhoso. Os interiores são igualmente destacáveis, incluindo a cozinha, que concentra a maior parte das cenas do lar de Madeline.

 (Scene Therapy/Reprodução)

“Ela fica no meio da casa, é gigantesca… Uma forma de entendermos o quanto a personagem quer ter uma família feliz, e no fim, é a mais infeliz de todas”, diz o designer de produção John Paino. O living e o quarto de Abigail (Kathryn Newton) também foram gravados no imóvel real, enquanto as demais cenas foram filmadas em um cenário de estúdio.

 (Scene Therapy/Reprodução)

Comparada ao design contemporâneo das outras casas do programa, a de Madeline é muito mais clássica e sofisticada e a cozinha é um grande exemplo disso.

Os armários brancos em estilo country e as superfícies de granito preto são combinados com três abajures pendentes em forma de lanterna, que ficam abaixo da claraboia e adicionam um charme extra ao ambiente.

 (Scene Therapy/Reprodução)

Os três fornos e duas pias de mordomo sugerem um certo nível de riqueza. Além disso, alguns elementos decorativos extras foram adicionados para a série, como as cadeiras brancas, uma placa rústica em que se lê “BEACH” na parte de trás do fogão, flores frescas e grandes velas romanas.

“Há muito linho e móveis de transição de estilo”, diz a decoradora de set Amy Wells. “Ela [Madeline] não é uma modernista. Existem algumas antiguidades que foram transmitidas por sua família”, diz.

 (Scene Therapy/Reprodução)

A casa da família Mackenzie é, na verdade, um imóvel de aluguel por temporada de 6 quartos, 7 banheiros, disponível por US$ 3.000-US$ 5.000 por noite.

Ela conta com um deck privativo no andar de cima com lareira ao ar livre, e um deck “master” no andar de baixo, jacuzzi, chuveiro externo, vista para o mar, adega, 3 lareiras, despensa, quarto de funcionários e também uma guest house.

Celeste Wright (Nicole Kidman)

 

 (Scene Therapy/Reprodução)

Localizada em Monterey (Califórnia), a casa de Celeste tem as ondas do quintal mais ameaçadoras, com pedras e ondas quebrando. Na perspectiva do elemento água, inerente à narrativa, isso simboliza que o perigo está à espreita.

O imóvel vale US$ 6 milhões. O diretor Jean-Marc Vallée aproveitou a proximidade da casa com o litoral acidentado e filmou muitas cenas ao ar livre. “Os móveis não eram tão interessantes e as paredes eram todas brancas”, diz Alpert. Por isso, o designer de produção optou por introduzir uma cor azul clara e os ambientes ficaram muito mais acolhedores.

 (Scene Therapy/Reprodução)

Favorita entre todas as casas para a decoradora de set Amy Wells, a morada de Celeste em Big Little Lies conta com itens de destaque, como os tapetes requintados.

 (Scene Therapy/Reprodução)

No mais, o quarto, o banheiro e o invejável closet não faziam parte da casa real – esses cômodos foram todos filmados em um estúdio, com telas verdes que simulavam a vista para o mar.

Bonnie Carlson (Zoe Kravitz)

 

 (Scene Therapy/Reprodução)

Particularmente, a casa de Bonnie é a nossa favorita e talvez a que mais traduz a personalidade de uma personagem.

Na série, Bonnie é professora de yoga – e meio natureba e mística –, enquanto Nathan é paisagista. A sua casa é como uma combinação dos dois: uma cabana ecocêntrica de madeira (e põe madeira nisso!) no meio da floresta com uma vibe de casa de árvore.

 (Scene Therapy/Reprodução)

“Então é adequado que a casa deles esteja localizada em uma área arborizada e lindamente isolada“, diz Alpert. “A casa deles parece fazer parte do meio ambiente”.

Bastante distinta das outras casas da série – assim como Bonnie em relação às outras personagens –, a cabana tem uma arquitetura que convida o exterior a entrar, com uma decoração muito interessante e colorida: livros, souvenirs, vidros, plantas etc.

 (Scene Therapy/Reprodução)

O imóvel real existe e faz parte de uma propriedade privada. Está localizado em Calabasas (Califórnia) e é avaliado em US$ 2,6 milhões.

Jane Chapman (Shailene Woodley)

 

 (Scene Therapy/Reprodução)

A casa de Jane e Ziggy é a mais simples da série. Localizada em Pasadena (Califórnia) e avaliada em US$ 520.000, ela é, na verdade, um bangalô pós-guerra filmado apenas pelo lado de fora. Construído em 1917, conta com 3 quartos, 1 banheiro, garagem independente para 1 carro e jardim.

 (Scene Therapy/Reprodução)

“Com todas as outras casas, Jean-Marc queria transmitir que, se você não vê a água, você ouve”, diz Alpert. “Mas Jane tem uma relação diferente com a água. Ela não mora perto da água, mas você vê algo único e diferente acontecendo porque você vê seus passos na água”.

 (Garage/Reprodução)

Já os interiores foram todos filmados em um estúdio. Na segunda temporada, a dupla se muda para um apartamento bem iluminado e de aparência espaçosa – um verdadeiro upgrade em relação ao lar anterior.

E aí, curtiu? Confira agora todos os elementos da casa de Jane e Otis, de Sex Education!

*Para esta matéria, consultamos Vulture, Scene Therapy e Garage.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.