Estilo contemporâneo guia Casa Muxarabi de 420m² na Bahia

Assinado por Sidney Quintela Architecture + Urban Planning, o projeto surgiu da necessidade da família por um espaço mais amplo

Por Redação Atualizado em 8 mar 2022, 21h08 - Publicado em 9 mar 2022, 13h00
Deque de madeira com mobiliário branco, com vista para a sala de estar, onde o teto também é de amdeira, e os móveis tem um tom de creme
Gabriela Daltro/Casa.com.br

Feita para uma família jovem, composta por um casal de empresários e três filhos adolescentes, a Casa Muxarabi fica em Feira de Santana na Bahia e conta com mais de 420 m² construídos. O projeto é assinado por Sidney Quintela Architecture + Urban Planning, que já tinha feito o projeto da casa anterior da família.

Fachada da casa, coberta com muxarabi gramado alto
Gabriela Daltro/Casa.com.br

Para a reforma, muitas mudanças foram feitas, especialmente na estrutura, que não atendia às expectativas dos clientes, de modo que só pode ser aproveitado aproximadamente 20% do que já estava lá, “basicamente aproveitamos a estrutura e as fundações, concebendo uma arquitetura nova.” Contam os profissionais.

Sala de estar, com piso de cimento queimado, mobiliário em creme, poltrona laranja e cadeiras de couro. O teto é de maidera, e ao fundo é possível ver uma escada com degraus no mesmo material, sem guarda-corpo
Gabriela Daltro/Casa.com.br

E esse foi também o grande desafio do projeto. Adaptar as fundações e a estrutura pré-existente a uma nova arquitetura, com vãos mais amplos e linguagem contemporânea, obrigou os profissionais a fazer um estudo mais minucioso de compatibilização e adaptabilidade da estrutura original e a arquitetura proposta, obrigando a modificações estruturais consistentes.

Sala de estar vista de cima, com paredes em cimento queimado, e mobiliário emc reme, poltrona laranja e duas poltronas de couro
Gabriela Daltro/Casa.com.br

O conceito arquitetônico foi pensado em conjunto com os clientes e partiu da premissa de uma arquitetura contemporânea.

Veja também

Linhas retas, grandes vãos, integração plena entre o interno e o externo, com o aproveitamento máximo possível da iluminação e da ventilação natural, proporcionam espaços confortáveis para o convívio familiar, bem como para receber amigos.

Sala de jantar, com parede e teto de amdeira, e piso de cimento queimado. A mesa de oito lugares é cinza e tem as cadeira com estofado verde
Gabriela Daltro/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Distribuído em dois pavimentos, uma das premissas do projeto foi concentrar os ambientes sociais e de convívio no pavimento térreo, permitindo que tivessem integração total entre eles e também com a área externa.

Neste pavimento, foi contemplado uma grande sala de estar com pé direito duplo integrada ao jantar, cozinha, brinquedoteca, varanda gourmet, deck e piscina, além das áreas de serviço como copa, lavanderia, depósitos e garagem.

Banhiro do casal, com revestimento de tijolinho em tons de cinza e madeira, com pia em pedra branca e banheira
Gabriela Daltro/Casa.com.br

O pavimento superior foi o local escolhido para os ambientes íntimos da família, que incluem quatro suítes e uma sala de tv com mezanino. E a unicidade do projeto se dá pelos materiais: “Utilizamos materiais naturais, como a pedra e madeira, numa paleta de cores neutras e sóbrias, de modo que as cores mais vivas ficassem para as obras de arte e para as pessoas que utilizarão os espaços.”

Quarto do casal, em tons de branco com grande abertura para luz natural
Gabriela Daltro/Casa.com.br

Seguindo um estilo contemporâneo, porém com um conceito casual, onde todos os espaços possam ser utilizados pelas pessoas sem restrições ou maiores preocupações, todos os ambientes do projeto possuem iluminação natural, bem como ventilação natural cruzada, possibilitando um baixo consumo de energia e proporcionando conforto térmico.

Piscina e fachada da casa, com muxarabi para fazer controle térmico da casa
Gabriela Daltro/Casa.com.br

Isso é possível graças a utilização de muxarabis na fachada, e é o que dá nome ao projeto, foi uma solução arquitetônica para controlar a incidência solar na edificação, permitindo um clima agradável no interior da residência, aproveitando ao máximo a iluminação e a ventilação natural.

Além disso, como parte da sustentabilidade do projeto, parte da edificação existente foi preservada, reduzindo consideravelmente o consumo energético e a produção de resíduos.

Veja todas as fotos do projeto na galeria!

Continua após a publicidade

Publicidade