Conheça a última obra de Oscar Niemeyer

Pavilhão criado pelo arquiteto aos 103 anos integra um centro cultural

Por Giuliana Capello Atualizado em 13 abr 2022, 21h52 - Publicado em 14 abr 2022, 19h00
Em meio a um vinhedo, um pavilhão de concreto branco ocupa a paisagem com linhas curvas e paredes envidraçadas.
Stéphane Aboudaram, WE ARE CONTENT(S)/Divulgação

Neste mês de Abril, o vinhedo Chatêau La Coste, localizado em Aix-en-Provence, na França, inaugurou um pavilhão projetado pelo mestre Oscar Niemeyer, sua última obra antes de sua morte, em 2012. O convite para projetar o edifício veio em 2010, quando o arquiteto estava com 103 anos de idade.

A estrutura curva conta com uma galeria envidraçada, de 380 m², e um auditório cilíndrico de 140 m², que pode acomodar até 80 pessoas. No interior, a única parede opaca da galeria é constituída por um mural de cerâmica vermelha, inspirado em um desenho de Niemeyer.

Imagem mostra grande espalho d'água separando dois volumes arquitetônicos de linhas curvas e fachada de vidro.
Stéphane Aboudaram, WE ARE CONTENT(S)/Divulgação
Continua após a publicidade

Linhas curvas, transparência e um espelho d’água, características que marcam o trabalho de Niemeyer, estão presentes no projeto que foi implantado dentro da plantação, com acesso por um caminho entre as vinhas.

Sobre o Chatêau La Coste

Imagem mostra espelho d'água à frente de paredes de vidro com cobertura em marquise curva.

O vinhedo, situado em uma área com cerca de 120 hectares, abriga mais de 40 obras de arte e arquitetura. Desde sua abertura em 2011, arquitetos e artistas são convidados anualmente a visitar o local e criar uma obra exclusiva para o Chatêau La Coste.

Lá, já criaram obras permanentes arquitetos como Frank Gehry, Jean Nouvel, Tadao Ando e Richard Rogers.

*Via ArchDaily

Continua após a publicidade

Publicidade