8 maneiras de mudar o piso sem quebra-quebra

Aproveite as ideias para renovar a decoração e o estilo de sua casa sem transformá-la em um canteiro de obra

Por Redação Atualizado em 23 jun 2022, 11h54 - Publicado em 25 jun 2022, 19h00
Foto mostra cozinha com piso vinílico que imita madeira, bancada de trabalho e aberturas de vidro que permitem vistas para o jardim externo.
Shai Gil/Casa.com.br

A cena é a seguinte: você tem uma sala maravilhosa, uma cozinha espetacular ou um hall convidativo, mas o piso de sua casa está defasado. O que fazer? Como repaginar o piso sem ter que encarar uma grande reforma?

Nesta matéria, reunimos 8 dicas da plataforma Habitissimo, especializada em serviços de médias e grandes reformas, que listou um leque de opções para você mudar sua casa sem transformar o ambiente doméstico em um grande canteiro de obra.

1. Piso vinílico

Segundo a plataforma habitissimo, existe um antes e um depois quando falamos em piso de madeira, desde que o piso vinílico entrou no mercado. No início, somente oferecia a versão adesiva (com colas especiais). Mas, agora também podemos encontrar com sistema de clic.

Assim, temos acabamentos com maior ou menor realismo e com mais ou menos garantia. Existem autênticas maravilhas por preços bem em conta. Em troca oferecem um acabamento duradouro, ideal para quem tem crianças e pets em casa, resistente a umidade e ao fogo.

Foto mostra sala de estar integrada à cozinha com piso vinílico que imita madeira em tom claro.
Luiza Schreier/Casa.com.br

Sua grande vantagem, quando comparado a muitos pisos laminados, é que alguns modelos podem ser usados em cozinhas ou banheiros.

Além disso, devido a sua fina espessura, muitas vezes não é necessário ajustar o tamanho das portas. Claro, é primordial que seja instalado sobre um piso sem irregularidades ou previamente nivelado. Dessa forma, ficará perfeito e poderá durar por muitos anos.

2. Laminados

A aparência é muito parecida com a do piso anterior. Esse tipo de piso é perfeito para apartamentos, casas e também locais comerciais, sempre que não exista problemas de umidade e o acabamento desejado seja similar ao oferecido por um piso de parquet.

A variedade desse material é extensa em qualidade e preço. Sua espessura varia entre 6 mm e 12 mm (o que pode exigir que as portas sejam adaptadas).

Foto mostra área de refeições em cozinha com piso laminado de madeira, mesa de madeira, banco em alvenaria revestida de lambri e duas cadeiras pretas.
Guilherme Pucci/Divulgação

São econômicos e fáceis de instalar (na maioria das vezes, contam com sistema click e são aplicados sobre uma manta). Além disso, são muito duradouros. Mas é preciso considerar se o produto escolhido é adequado para áreas úmidas, como banheiros e cozinhas.

3. Cimento queimado

O cimento queimado é um material totalmente em alta, que está ganhando muitos adeptos por sua grande versatilidade. Válido para estabelecimentos, hotéis, áreas exteriores ou interiores. É um material capaz de mudar a aparência de qualquer espaço em poucas horas, e com alta resistência ao desgaste.

Foto mostra mesa de madeira com 4 cadeiras pretas em ambiente com piso de cimento queimado e, ao fundo, uma cama de casal e estante de livros revestindo toda a parede.
Shed Architecture Design/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Sua aplicação requer ajuda profissional, mas a boa notícia é que com ele você terá um piso novo em dois dias, sem retirar nenhum saco de escombro e sem quebrar um ladrilho. De fácil manutenção por não ter juntas, requer apenas água e sabão neutro na limpeza. E tem mais: ele também pode ser utilizado nas paredes e móveis de alvenaria.

4. Repaginada com pintura

Nem todos os pisos podem ser renovados somente com uma demão de tinta. Mas, se estiver em boas condições, pintar o piso é uma maneira muito econômica de mudar o visual e mantê-lo por mais alguns anos. A tinta a ser escolhida depende do material de base a ser pintado.

Nosso conselho é pesquisar com um consultor em uma loja de tintas ou diretamente com um bom profissional. Em geral, costuma-se recomendar-se a tinta epóxi depois de uma camada niveladora, para ocultar as juntas e criar o efeito de pavimento contínuo.

Lembre-se: se for pintar sobre cimento ou concreto, é preciso deixar juntas de dilatação para que a pintura não levante. Pintar pisos antigos de madeira costuma gerar bons resultados, especialmente com boa técnica e tinta de primeira qualidade.

5. Piso de PVC, o mais econômico

Impermeáveis, antideslizantes, silenciosos e com um design bonito. Os pisos de PVC imitam todo tipo de acabamentos e formas e são instalados em poucas horas. Sua grande vantagem é o preço e a instalação simples.

A principal desvantagem é que estragam com facilidade e são sensíveis a arranhões e abrasão. Mas, com um pouco de cuidado, esse tipo de piso pode oferecer um excelente resultado se a intenção é esperar para investir em um piso de maior durabilidade futuramente. Uma opção que pode ser interessante para casas alugadas ou de veraneio.

6. Resina epóxi, o piso sem rejuntes

A resina epóxi pode ser outra excelente forma de transformar seu piso, podendo ser aplicada sobre diversos tipos de materiais. São eles: metal, cerâmica, porcelanato e pedras em geral, além de azulejo, contrapiso, concreto e cimento queimado.

Foto mostra sala de estar com piso azul vibrante, sofá e poltrona em tons neutros e parede com arranjo de quadros e estante de livros.
divulgação/Casa.com.br

Não é aconselhado aplicar sobre assoalho de madeira, pois esses podem se soltar com o tempo danificando o material. Em ambientes integrados e amplos apresenta um ótimo resultado, pois proporciona um acabamento contínuo, liso, de grande beleza e sem qualquer tipo de emenda.

7. Cerâmicas ou porcelanatos

As cerâmicas e os porcelanatos podem ser aplicados sobre elas mesmas e também existem modelos de 3 mm de espessura, sem interferir muito no nível do cômodo a ser repaginado. Para esse tipo de revestimento também existe uma infinidade de cores, modelos, texturas. Há inclusive versões que imitam outros materiais, como madeira, cimento queimado e mármore.

8. Decks modulares de madeira

Uma forma incrível de renovar terraços, sacadas, varandas ou quintais sem muito trabalho é instalando decks modulares de madeira ou resina.

São resistentes, muito fáceis de instalar (com sistema click ou de encaixe macho-fêmea), antideslizantes e de baixa manutenção. São pisos versáteis, que resistem a umidade, a água e vêm com proteção UV. Uma ótima opção tanto para interiores quanto para exteriores.

Foto mostra casa em estrutura metálica com deck de madeira que abriga área de refeições com mesa grande e cadeiras, rodeado pelo jardim.
Shai Gil/Casa.com.br

Por fim, seja qual for o novo revestimento escolhido, não deixe de contratar especialistas no assunto. Assim você garantirá um serviço de qualidade e evitará possíveis danos à sua casa.

 

Continua após a publicidade

Publicidade