5 ideias de aplicação de pisos vinílicos amadeirados

Inspire-se nas dicas da Tarkett para tirar ainda mais proveito desse revestimento versátil por natureza

Por Redação Atualizado em 17 jul 2022, 17h21 - Publicado em 19 jul 2022, 19h00
Sala com piso amadeirado claro com mesa de madeira e 3 cadeiras, sendo 2 amarelas e uma branca com pés de madeira. Janela grande e muita luz natural.
Charlota Blunarova/Unsplash

A estética da madeira é muito valorizada em projetos de arquitetura e design de interiores por ser capaz de ‘aquecer’ os ambientes, agregando sofisticação e a tão desejada sensação de aconchego aos ambientes.

Dentre as opções disponíveis no mercado, o piso vinílico amadeirado vem se firmando como a alternativa de revestimento mais viável em relação à madeira natural.

Isso porque ele reproduz em alta definição as nuances e texturas do material natural, inclusive nós e veios. No entanto, ao decorar com pisos amadeirados, é possível ir além do convencional e criar um projeto cheio de personalidade.

Com uma grande variedade de padrões disponíveis e instalação rápida, a Tarkett, líder mundial em pisos vinílicos, selecionou cinco ideias de decoração com pisos vinílicos amadeirados para inspirar o seu projeto.

1. Explore os contrastes entre tons claros e escuros

Cozinha com marcenaria em tom de cinza escuro, com ilha central e piso amadeirado em tom mais claro.
Ubuy/Reprodução

Para definir a tonalidade de madeira ideal para o piso do seu projeto é necessário ter em mente a paleta de cores e o tipo de acabamento do mobiliário que se pretende utilizar na decoração.

No entanto, um truque simples para combinar a tonalidade de madeira do décor é apostar no contraste entre móveis e piso. Por exemplo, se optar por um piso amadeirado de tom claro, aposte em móveis mais escuros.

Já se optar por uma tonalidade mais escura para o revestimento, a dica é escolher peças mais claras ou até mesmo em cores mais vivas para os outros acabamentos.

2. Crie a sensação de amplitude com tons amadeirados claros

Uma realidade cada vez mais comum em imóveis brasileiros é contar com espaços reduzidos. Nestes casos, os tons claros podem ser ótimas opções, uma vez que provocam o efeito de amplitude e potencializam a iluminação, principalmente no caso de uma cozinha ou sala de estar com baixa incidência de luz natural.

Porém, há quem diga que os claros sujam mais. No entanto, se a limpeza ocorre com frequência e corretamente, não há motivos para temer, especialmente porque os pisos vinílicos têm a vantagem de serem fáceis de limpar.

3. Desenvolva paginações criativas

Banheiro com bancada de pia e espelho em madeira, com cabine ao fundo em estrutura totalmente de madeira.
Beazy/Unsplash
Continua após a publicidade

Além das diferentes combinações entre piso e mobiliário, com os pisos vinílicos amadeirados é possível criar paginações exclusivas e muito criativas na instalação, especialmente na versão em réguas.

Uma ótima aposta de paginação é realizar a instalação de réguas intercaladas em ângulo diagonal ao ambiente. Essa técnica de paginação é conhecida como ‘Espinha de Peixe’ e existem ainda outras variações, como a Chevron.

Além disso, é possível brincar com as tonalidades entre réguas para criar diferentes efeitos (de contraste ou até algo similar ao degradê) na paginação do piso.

 4. Do chão ao teto

Foto mostra quarto com cama de casal, cabeceira almofadada em tom escuro e piso e parede com o mesmo revestimento amadeirado claro.
Roman Movliaiko/Unsplash

Por que restringir a aplicação do piso vinílico somente ao chão? Eles também são uma ótima solução para revestir as paredes e até mesmo o teto.

Na parede, aproveite a modularidade e a leveza das réguas coladas para criar painéis de TV, destacar toda a parede ou utilizá-las para dividir a parede ao meio, tal como um rodameio e os lambris.

Já no teto, uma dica interessante é repetir a paginação usada no piso, passando pela parede e terminando no teto, ressaltando o ambiente. Outra possibilidade é dar a sensação de rebaixamento do teto utilizando tonalidades de vinílicos amadeirados mais escuras, o que pode ser uma ótima ideia em situações de pé-direito excessivamente alto.

5. Tons amadeirados escuros para mais conforto no quarto

Quarto com piso escuro, cama com parede de cabeceira na cor preta e, do lado oposto, parede com painel amadeirado em tom escuro também.
Reprodução/Casa.com.br

Cada vez mais pessoas têm utilizado padrões mais escuros para casa toda. Mas é preciso ressaltar que eles são excelentes também para os ambientes mais íntimos da casa, sobretudo nos quartos.

As tonalidades mais escuras da madeira promovem uma sensação adicional de aconchego, o que é ideal para ambientes de repouso. Além disso, ao se aproximar do preto, acrescenta-se elegância e sofisticação.

No entanto, caso o cômodo tenha uma metragem reduzida, abusar dos tons escuros vai sobrecarregar o espaço. Sendo assim, uma boa possibilidade para trazer mais acolhimento ao ambiente é apostar nos tons médios.

 

Continua após a publicidade

Publicidade