Você já ouviu falar da suculenta em forma de rosa?

Com pétalas curvas e duras, a Greenovia dodrentalis é uma ótima planta para se ter em casa. Confira na matéria como cultivá-la da forma correta!

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h42 - Publicado em 26 nov 2019, 20h34
Divulgação/Casa.com.br

Acredite se quiser: não se trata de um origami! Conhecida pela botânica como Greenovia dodrentalis, essas plantinhas lindas possuem pétalas duras, curvas e em várias camadas que lhe conferem a aparência singular de uma rosa.

Nativa das Ilhas Canárias, nos últimos tempos, esta espécie vem sendo mais cultivada devido à disponibilidade online de suas sementes, à apreciação estética e praticidade no cuidado. De natureza suculenta, são capazes de reter água em climas quentes e condições de solo áridas. Conheça um pouco mais sobre a rose succulent abaixo!

Benefícios

Divulgação/Casa.com.br

Para além do encanto da beleza, estas plantinhas também apresentam vários benefícios à saúde e ao ambiente, comuns a quase todas as plantas suculentas.

Elas podem, por exemplo, ajudar a purificar o ar em sua casa e trabalhar para reabastecê-lo com oxigênio fresco, reduzindo também a quantidade de compostos orgânicos voláteis.

Isto é importante porque tais toxinas são prejudiciais aos órgãos vitais do corpo humano, como fígado e coração, podendo ser também agentes cancerígenos.

Além de combatê-los, este tipo de suculenta é uma planta terapêutica. Suas flores são tão pacíficas e bonitas que são usadas na terapia visual para relaxar a mente e reduzir a dor física. A pesquisa de terapia hortícola realizada pela Kansas State University sugere que a presença de plantas (incluindo suculentas) nos quartos dos hospitais pode ajudar a melhorar os resultados dos pacientes.

Elas podem crescer em qualquer lugar

Divulgação/Casa.com.br
Continua após a publicidade

As suculentas são plantas carnudas e de folhas espessas que podem prosperar em qualquer clima e sobreviver onde a maioria das outras plantas não conseguem – está aí a razão de sua popularidade.

E se tratando de Greenovia dodrentalis, lembre-se de prover uma quantidade de luz razoável para sua fotossíntese. Além disso, elas não precisam ser muito regadas, pois possuem alta capacidade de retenção de água, armazenando-a em suas raízes, caules e folhas. Mesmo nos desertos mais quentes, estas plantas podem prosperar por meses sem perder muito de seu frescor verde.

Cuidados no cultivo

Divulgação/Casa.com.br

Para cuidar bem da sua plantinha, aqui vão algumas dicas:

As suculentas de rosa germinam mais rapidamente em solo arenoso e de rápida drenagem e são melhor plantadas em vasos bem drenados. Se houver um desejo de troca de suporte, lembre-se que elas devem ser bem nutridas e protegidas antes do transplante.

Vale também plantar suas mudas em uma bandeja plana e regá-las minimamente até que comecem a desenvolver suas folhas. Você pode então transplantá-las cuidadosamente, mantendo-as em locais bem iluminados – mas longe da luz solar direta!

Durante o inverno, no entanto, é importante reduzir a quantidade de água que as plantas estão recebendo, uma vez que tendem a reter o dobro de umidade no frio. A primavera, por sua vez, é o melhor momento para fertilizar as plantas e aumentar a quantidade de água novamente. Regue-as generosamente durante o verão, quando o solo superficial provavelmente secará rapidamente.

Dica de ouro: evite o uso de inseticidas! Você deve, porém, sempre remover manualmente todos os insetos ou bichos que possam penetrar em suas suculentinhas. Apesar deles estarem apenas fazendo o que precisam, é melhor removê-los para a saúde da sua planta.

Continua após a publicidade

Publicidade