É possível cultivar flores no outono?

Saiba como manter seus ambientes floridos também nesta estação

Por Redação Atualizado em 31 mar 2022, 23h28 - Publicado em 2 abr 2022, 19h00
Folhas de outono
Kadri Vosumae/Pexels

Temperatura mais amena, chão forrado de folhas, ventos fortes, tempo mais seco, dias mais curtos e noites mais longas, o outono chegou! Considerado um período de transição, ele vem logo em seguida do verão e antecede a chegada do inverno e por isso pode apresentar características das duas estações.

Mas o período traz riscos para as plantas e flores? Ou tem espécies que florescem bem nessa época do ano? O Engenheiro Agrônomo Marcos Estevão Feliciano da Forth Jardim, explica que existem flores que não só conseguimos cultivar neste período, como também é a melhor época para isso!

Gatinho curtindo as folhas que caíram no outono
Reprodução/Giphy

“Existe um mito de que no outono não há floração. Na verdade, no Brasil, temos uma variedade de climas e solos e há espécies que florescem especialmente nesta época, proporcionando paisagens belíssimas”, explica o especialista.

Ele destaca a quaresmeira (Tibouchina granulosa), uma árvore que leva este nome justamente por florescer na época da quaresma (quarenta dias antes da Páscoa), ficando repleta de flores lilás. Também muito característicos são os plátanos, cujas folhas ficam amareladas neste período, especialmente nas regiões mais frias.

Quaresmeira
Jardineiros.net/Reprodução

O liquidâmbar é outro bem marcante durante a estação de transição. O contraste de suas folhas vermelhas, com o céu azul ou com a vegetação verde forma um cenário digno de ser apreciado.

Porém, não é apenas nas paisagens que se pode apreciar as cores e belezas das flores. O engenheiro agrônomo destaca plantas que podem ser cultivadas dentro de casa. Confira espécies que vão manter seus ambientes floridos durante o outono e quais são os cuidados necessários para isso:

Cipó de São João

Cipó de São João

Da família das trepadeiras, produz muitas inflorescências, com flores longas e em formato tubular nas cores amarelo e laranja clara ou escura. É uma planta interessante para obter flores vistosas nos meses frios. Seu nome remete justamente ao período das festas juninas, onde ela costuma estar no seu auge.

Cipó de São João
Beneficios das Plantas/Reprodução

Porte: médio/grande

Local ideal para plantio: pode ser cultivada no solo ou em vasos. No caso do cultivo em vasos, necessita de um suporte para desenvolver. É também muito usada como cerca viva ou em pergolados

Adubação: uma vez por mês

Cuidados: é uma planta tolerante à seca. A fase que demanda mais cuidados é durante o crescimento. E justamente no outono ela requer uma atenção especial, precisando ser suspensa para favorecer a floração.

Ambiente: sol pleno, ideal para ambientes externos.

Veja também

Flor de maio

Flor de maio

Continua após a publicidade

Batizada de Flor de Maio devido à época de seu florescimento, esta planta é na verdade uma suculenta, da família dos cactos. Seu caule é formado de várias partes que podem ser destacadas para formar novas plantas. Já as flores são delicadas, grandes e podem vir nas cores rosa, branca, laranja e vermelha.

Flor de maio
Plantei/Reprodução

Porte: pequeno

Local ideal para plantio: pode ser cultivada no solo, se for bem drenante, mas se desenvolve muito bem em vasos com substrato específico para cactos e suculentas

Adubação: uma vez por mês

Cuidados: gosta que mantenha o solo seco entre as regas. Não tolera encharcamento, podendo apodrecer a base com muita água ou se o vaso estiver mal drenado.

Ambiente: meia sombra – quando exposta ao sol direto ela queima, fica avermelhada e não se desenvolve muito bem.

Camélia

Camélia

Esta espécie versátil pode ser utilizada como arbusto ou arvoreta, possui crescimento rápido, com até 20 m de altura e é muito ornamental. Suas folhas são alternadamente dispostas, simples, grossas, serrilhadas e na maioria das vezes lustrosas.

Já suas flores podem ser de diversos tipos: grandes ou pequenas, simples ou dobradas e as cores também são diversas, sendo as mais comuns as brancas, as róseas e as vermelhas, além de ser possível encontrar bicolores. Veja variedades de camélias aqui!

Camélia
Viveiro Cultura Ecologica/Reprodução

Porte: pequeno/médio

Local ideal para plantio: pode ser cultivada no solo ou em vasos

Adubação: uma vez por mês

Cuidados: gosta que mantenha o solo úmido, mas não tolera encharcamento

Ambiente: sol pleno – se desenvolve bem em regiões com temperaturas mais amenas, pois tolera o frio e é resistente a geadas.

Continua após a publicidade

Publicidade