Você sabe como plantar uma árvore?

Elas podem ser plantadas por qualquer um desde que alguns cuidados sejam tomados

Por Luiza Cesar Atualizado em 25 mar 2022, 23h38 - Publicado em 27 mar 2022, 19h00
Deck de madeira com espreguiçadeira em meio à floresta
Reprodução/Dezeen

O que seria do mundo que conhecemos sem as árvores? A bela vegetação impacta diretamente na vida humana, como explica o arquiteto e paisagista Cezar Scarpato:

“Além da poética por trás da ideia de que todos devemos plantar uma árvore, existe uma questão racional e fundamental de nossa própria existência – as árvores são responsáveis pela formação e manutenção de florestas e, consequentemente, pelos benefícios e condições à vida de uma série de outras espécies, incluindo a nossa.”

Árvore em casa na praia
Bicubico/Casa.com.br

Mas, antes de saber como plantar uma árvore e ajudar no equilíbrio do nosso planeta, é importante entender um pouco do seu sistema: tudo se inicia com as árvores pioneiras, que são as mais resistentes ao sol e com crescimento rápido – mesmo se estiverem em solos mais fracos.

Casa com árvore no interior
The Greenery, Italy, por Carlo Ratti e Italo Rota Delfino Sisto Legnani e Alessandro Saletta, do DSL Studio/dezeen

Elas permitem que outras árvores e vegetações, as menos resistentes, possam crescer – aumentando o sombreamento e a umidade local.

Este sistema gera um microclima, onde a água das chuvas infiltra o solo sem evaporar, formando rios e lagos. As árvores também contribuem para um visual mais aconchegante nas cidades e lares e podem ser plantadas por qualquer um.

Árvore em quintal de apartamento
Reprodução/Casa.com.br

Entretanto, para ela prosperar no local escolhido é preciso selecionar a espécie mais adequada – uma vez que muitas podem atingir proporções muito grandes, no que diz respeito às suas copas, raízes, folhas e frutos.

“Quando mal planejado, um plantio pode gerar excesso de galhos frágeis, folhas e frutos que danificam coberturas e carros, por exemplo, ou deixam as calçadas escorregadias. É necessário escolher o espaço correto e evitar possíveis danos aos vizinhos e a infraestrutura urbana”, alerta o especialista que separou as principais dicas para quem quer plantar a vegetação:

Árvore em um jardim
Reprodução/Casa.com.br

Plantio urbano

Para as árvores que ficarão em calçadas, tome cuidado com as espécies muito altas, que conseguem chegar a mais de 6 m de altura. Deixe-as longe das fiações elétricas e dos muros e fique atento para também não comprometer a calçada.

Sendo assim, as que apresentam pequeno porte, com raízes não tão agressivas e copa não muito larga, são as melhores – evitando bloquear o espaço por completo ou bater em carros. Para que não haja acidentes, fuja das que possuem frutos muito grandes ou pegajosos, porque podem deixar o chão escorregadio.

Continua após a publicidade

Árvore em varanda de apartamento
Reprodução/Casa.com.br

Plantio doméstico

Nos jardins em casa, o principal cuidado que se deve ter é com a proporção do espaço. Mas, mesmo assim, as vantagens valem todo o esforço: sombreamento que favorece o ambiente ou uma fachada com sol direto; frutas para saborear; e, é claro, um visual único.

Veja também

Árvore dentro de um espaço
Reprodução/Casa.com.br

As melhores espécies

Para sombreamento

O indicado é o cultivo de tipos com copa mais frondosa como Ingá, Aroeira, Mangueira, Flamboyant, Chapéu-de-sol, Oiti e Sombreiro.

Para um visual super colorido

Ipê, Quaresmeira, Resedá, Pau-formiga, Chuva-de-ouro, Manacá-da-serra, Jasmim-manga, Magnólias e o Mini-flamboyant são as melhores apostas.

Para desfrutar das frutas

Escolha entre Pitangueiras, Araçá, Jabuticabeiras, Mamoeiro e as cítricas, como limoeiros, laranjeiras e mexeriqueiras.

Árvore em casa na praia
Bicubico/Casa.com.br

Cuidados ao plantar

Na hora do cultivo, fique atento ao torrão da árvore, que deve permanecer intacto – não pode ser quebrado ou danificado -, e ao caule, que não pode ficar coberto com terra – fazendo a vegetação ficar abafada e mais suscetível à doenças e pragas.

Varanda com árvores e folhagens
Reprodução/Minha Casa

“O berço de plantio, que se trata do buraco para receber a árvore, deve ser largo e no mínimo duas vezes maior do que o torrão, para proporcionar a adição de terra mista adubada, junto com a terra do próprio local revolvida e arejada, facilitando o crescimento inicial das raízes”, ensina Cezar. Em locais com ventos fortes, um tutor vertical deve ser adicionado, para o escoramento do caule.

Quintal vira refúgio com árvores frutíferas, fonte e churrasqueira2

Por último, este trabalho deve ser feito, preferencialmente, nas meias estações, especialmente na primavera – garantindo rega natural e temperaturas mais amenas.

A época menos interessante é no final do outono ou começo do inverno, quando as condições climáticas não são tão favoráveis na maioria dos lugares e o metabolismo e crescimento das plantas fica estagnado ou lento.

Continua após a publicidade

Publicidade