Amarelo no décor: saiba como aplicar a cor versátil sem cometer excessos

A arquiteta Isabella Nalon explica como utilizar a cor de forma correta valorizando ainda mais os ambientes

Por Redação Atualizado em 9 jan 2022, 21h13 - Publicado em 10 jan 2022, 13h00
Reprodução/Pinterest

Como todas as outras cores, o amarelo também é capaz de gerar sensações e sentimentos nas pessoas. Segundo a psicologia, a cor transmite otimismo, positividade e felicidade, além de estimular a criatividade.

Quando aplicado na decoração, o tom pode ajudar a iluminar os ambientes, mesmo se aplicado em detalhes em um espaço em que cores sóbrias e vibrantes predominam. A verdade é que é possível utilizar essa cor primária em diversas situações, mas é preciso saber onde aplicá-la para não cometer erros ou sobrecarregar o local onde ela será inserida.

O amarelo mesmo sendo uma cor vibrante pode ser combinada com várias outras cores e estilos de decoração, basta saber onde e como aplicá-la em cada cômodo Julia Herman/Casa.com.br

“Podemos usar o amarelo em paredes, cortinas, estofados, luminárias ou em pequenas peças decorativas, tomando bastante cuidado e tendo parcimônia. Contudo, em ambientes pequenos, o ideal é utilizar amarelo em situações pontuais como acessórios decorativos, por exemplo. Já em locais grandes, é possível abusar um pouco mais aplicando em elementos maiores como um sofá”, explica a arquiteta Isabella Nalon, à frente do escritório que leva o seu nome.

Isabella ainda completa dizendo que é preciso se atentar aos tons, pois em lugares pequenos os mais suaves são os mais indicados, já em lugares com bastante metragem os mais vibrantes são os melhores.

Amarelo nos ambientes

Desde que seja bem aplicado, o amarelo é bem-vindo em qualquer cômodo da residência, porém é preciso saber onde essa cor pode ser melhor utilizada nos ambientes:

Sala de estar

 

Continua após a publicidade

Neste living, a arquiteta Cristiane Schiavoni optou pela essência das cores vivas. O sofá curvo e amarelo oferta alegria, vigor e intensidade, além de criar uma composição despojada com o azul do tapete. Carlos Piratininga/Casa.com.br

Um dos jeitos mais comuns de aplicar o amarelo na sala de estar, é pintar as paredes. Mas, segundo Isabella, o ideal é pintar apenas uma delas, podendo ser a parede onde fica a televisão ou a de trás do sofá.

Móveis como sofás, mesas, prateleiras, nichos, estantes, aparadores. No entanto, para a sala de estar não ficar saturada, o morador pode mesclar móveis amarelos com outros de madeira, com isso o ambiente fica em harmonia sem perder a alegria que essa cor transmite.

“Eu recomendo não abusar muito da amarelo nesse ambiente, porque a sala de estar é um local de permanência e não de transição, podendo ficar muito cansativo visualmente”, ressalta a arquiteta.

Cozinha

 

Continua após a publicidade

Aline Architecture/the spruce

Na cozinha, o amarelo pode estar nos azulejos e sua geometria destacada no preto para dar mais modernidade ao local. Neste cômodo, outros itens como uma mesa de ilha, armários ou mesa de refeições podem receber o amarelo, mas tudo em uma composição equilibrada.

É uma ótima solução para dar mais vida e personalidade para a cozinha. Além disso, esse é um dos ambientes mais apropriados para usar essa cor, pois o amarelo estimula a fome. Não é à toa que marcas famosas de fast food e restaurantes utilizam essa tonalidade em seus logos e estabelecimentos.

Quarto

 

Continua após a publicidade

A combinação entre cinza e amarelo no quarto pode trazer, ao mesmo tempo, tranquilidade e energia David Tsay/Divulgação

Nos quartos, o mais recomendado é pintar ou revestir a parede da cabeceira de amarelo, enquanto as outras paredes seguem com as cores neutras. Outro jeito de aplicar o amarelo no quarto é mesclando a coloração principal com cores secundárias, assim criando um quarto amarelo e cinza ou amarelo e preto, por exemplo.

O morador pode deixar o amarelo em primeiro plano nos móveis e adereços e as combinações nos revestimentos para formar um décor elegante e moderno.

Veja também

Banheiro

 

Continua após a publicidade

Projeto da arquiteta Marina Carvalho Evelyn Müller e Julia Herman/Casa.com.br

O amarelo no banheiro é usado de diversas maneiras, mas assim como nos outros ambientes, é preciso cuidado para não saturar o espaço. O morador pode optar por criar um banheiro amarelo através dos revestimentos para as paredes, se optar por azulejos ou pintura, o mais aconselhável é fazer no máximo em duas paredes.

Já se a ideia é investir no amarelo em todas as paredes, pintar ou revestir apenas até a meia altura do cômodo já está de bom tamanho. A cor também é aplicada em móveis e acessórios, como no gabinete e no balcão da pia, nos armários, na cortina para chuveiro, entre outros.

Combinações

 

Continua após a publicidade

O preto com o amarelo é uma combinação clássica na decoração. Neste projeto da arquiteta Isabella Nalon, trouxe as duas cores para a cozinha deixando o ambiente mais moderno e descontraído Julia Herman/Casa.com.br

Como o amarelo é uma cor viva e vibrante, pode acabar saturando em certos lugares. Para que isso não aconteça, fazer combinações com outras cores pode ser a melhor solução. As combinações mais seguras normalmente são feitas com as cores análogas, como laranja, verde e azul.

A fusão do amarelo com essas cores resulta numa mistura menos contrastante, porém muito bonita. Uma das combinações mais clássicas é a com branco, visto que ele suaviza os tons de amarelo mantendo a proposta de um ambiente iluminado.

Martín Gurfein/Minha Casa

Apostar nas bases neutras para deixar os móveis ou acessórios mais evidentes. Por ser uma cor bem aberta e iluminada. A combinação com o preto, por exemplo, é uma proposta muito usada, mas que sempre traz modernidade, justamente por ser tom fechado e ressalta ainda mais amarelo, dando uma opção de cor vibrante para a decoração. O cinza também combina perfeitamente com o amarelo por ser uma cor neutra com nuance fria e fechada.

“Também é possível misturar o amarelo com outras nuances quentes como vermelho e roxo, quando bem aplicados na decoração formam um ambiente que esbanja ousadia, aconchego e muita personalidade”, comenta Isabella. Mas ele acrescenta dizendo que a primeira coisa antes de fazer as combinações é saber o que o morador quer transmitir naquele ambiente, já que cada cor emite um tipo de sensação.

Versatilidade

 

Continua após a publicidade

Para Nalon, o amarelo pode estar em todos os estilos de decoração por ser uma cor versátil e agradável. No entanto, ela pode ser aproveitada de uma melhor forma em algumas propostas específicas.

No estilo contemporâneo, que é mais jovem e descolado, cai super bem porque dá um toque de modernidade e descontração para os cômodos. No rústico, pode entrar em alguns detalhes, com tons mais claros harmonizando elementos amadeirados e tijolinhos aparentes.

foto (2)
Divulgação/Casa.com.br

Já no retrô, o amarelo tem tudo a ver, podendo estar em um frigobar antigo, nas cadeiras almofadas entre outros itens, lembrando que os azulejos mais antigos eram amarelos também. “Esses são alguns exemplos, mas até no clássico o amarelo cai bem. Se a casa tiver um lustre amarelo ou um tecido e seda amarela fica maravilhoso. Enfim, do aplicar em todos os estilos sem medo”, aconselha.

Dicas

 

Continua após a publicidade

Tudo preto no branco (E AMARELO!)

Muitas pessoas têm dúvida em quando utilizar o amarelo no detalhe e no destaque. Segundo Isabella, isso irá depender muito do ambiente, em locais maiores que recebem luz natural pode estar tanto nos detalhes quanto nos destaques desde que esteja acompanhado de tons neutros.

Já em locais menores com pouca luz natural, o amarelo deve ser usado apenas nos detalhes, pois estiver em todas as paredes, por exemplo, pode dar a sensação de um local ainda mais fechado e escuro.

“É muito importante o morador entender o espaço que ele tem para aplicar o amarelo para determinar se irá pintar as paredes ou usar muitas peças dessa cor. Sempre leve em consideração o tamanho e a iluminação ao fazer as escolhas”, finaliza.

Continua após a publicidade

Publicidade