4 dicas para reformar o apê alugado sem estresse

Materiais adesivos oferecem versatilidade para dar aquele up no décor, sem perfurações nem dores de cabeça

Por Redação Atualizado em 2 ago 2022, 10h00 - Publicado em 29 jul 2022, 19h00
Sala com sofá laranja e parede divisória em ripas de madeira vazada.
Reprodução/Divulgação

Quem mora em apartamento alugado provavelmente já se perguntou: vale a pena investir dinheiro e tempo na reforma de um imóvel alugado? Posso mexer no imóvel sem avisar o proprietário? É possível deixar a casa mais aconchegante sem gastar muito e sem quebra-quebra?

Para todas as questões, a verdade é que o locatário tem o direito de buscar melhorias para que o espaço proporcione conforto e aconchego. E graças às inovações no mercado de materiais de construção, é possível melhorar a casa sem fazer grandes reformas.

A seguir, confira 4 dicas de soluções valiosas, práticas e que não alteram a estrutura do imóvel, sugeridas pela Cascola, marca do grupo Henkel, que atua nas áreas de adesivos, selantes e tratamento de superfície.

1 – Troque as perfurações pela fixação por adesivos

Sofá de couro caramelo com parede de fundo com arranjo de quadros.

Para fazer perfurações nas paredes é necessário conhecer as redes de energia elétrica e hidráulica da residência e, assim, evitar danos em canos, tubos, fiações e conexões. Microfuros em canos podem desencadear um processo de infiltração na estrutura interna, podendo causar grandes estragos ao imóvel e ao bolso.

A fixação com adesivos dispensa essa preocupação e permite utilizar também as paredes com canos internos para instalação de peças, ampliando as propostas de decoração. O mercado oferece soluções adesivas que promovem a fixação de diversos tipos de materiais de forma prática, limpa e sem riscos.

“A performance de adesivos é superior porque a colagem do material é feita por todas as laterais e bases do objeto, distribuindo uniformemente o peso do material, enquanto o método de perfuração concentra a força em um ou alguns pontos”, explica Vitor Cybis, Gerente de Marketing da Cascola.

Existem produtos específicos, inclusive, para fixação de interiores que eliminam a necessidade de pregos ou parafusos, com agarre imediato em fixação de rodapés, quadros, peças decorativas, azulejos, entre outros.

2 – Invista em gesso acartonado (drywall) para tetos

São placas maleáveis e muito resistentes. Para quem mora de aluguel e pensa em repaginar o espaço preservando a estrutura original e sem gastar muito, o gesso acartonado, ou drywall, é fácil de instalar e retirar, e proporciona cenário muito sofisticado a uma sala, por exemplo, criando sancas ou corredores com iluminação feita com tiras de luz ou fitas LED.

Continua após a publicidade

Adesivos de montagem permitem a união das placas sem sujeira e com alta performance e resistência.

3 – Mude a configuração do imóvel com divisórias

Mesa de jantar em laca branca com 4 cadeiras e divisória em cobogós brancos.
Renato Navarro/Casa.com.br

Derrubar ou erguer uma parede não depende apenas do consentimento do locador. Esse tipo de alteração precisa respeitar a estrutura do condomínio. Afinal, determinadas paredes podem ter ligação direta com a sustentação do imóvel.

Tendências em decorações de ambientes, as divisórias redefinem o espaço sem a necessidade de quebra-quebra. Divisórias de cobogó, pedra ou metal são encontradas em diversos tamanhos e delimitam espaços conferindo luxo e leveza ao ambiente.

“Esses materiais têm custos menores em comparação à criação de uma nova parede, são fáceis de instalar com soluções adesivas e podem ser removidos no fim do contrato sem danos à estrutura do imóvel”, acrescentou o profissional da Cascola.

4 – Repare vazamentos sem trocar estruturas

Banheiro com banheira de imersão branca e, na lateral, um box de vidro na área do chuveiro.
Max Vakhtbovych/Pexels

É comum acontecer de, após o banho, o chão de fora do box apresentar trechos molhados. Uma solução prática e econômica para acabar com esse vazamento é usar produtos com boa vedação no local do problema.

Muitas vezes, o escorrimento da água ocorre pelo desgaste ou falta do silicone aplicado entre o box e a base. Vedações feitas com silicone acético ou neutro são muito usadas porque o silicone tem alto poder de se moldar aos espaços aplicados. E, após fazer o preenchimento, a substância endurece, formando uma barreira impermeabilizante.

 

Continua após a publicidade

Publicidade