5 erros comuns (que você pode evitar) em reformas

Falta de um bom cronograma e de profissionais capacitados são alguns dos equívocos mais frequentes durante a obra. Confira em detalhes para não cair neles

Por Redação Atualizado em 6 jul 2022, 14h08 - Publicado em 7 jul 2022, 19h00
Foto mostra sala de casa com piso destruído, paredes e teto com danos.
Nolan Issac/Unsplash

Reformar a casa exige atenção máxima a todos os detalhes que fazem parte da obra. Isso vale desde a escolha dos materiais até a contratação de mão-de-obra profissional. Porém, em alguns casos, o anseio por começar o processo é tanto que alguns descuidos podem acabar acontecendo. O resultado quase sempre é desagradável: mais preocupações, imprevistos e gastos acima do esperado.

Com isso em mente, a PortoKoll®, marca do grupo Sikaempresa especializada em produtos químicos para construção civil, reuniu para esta matéria os erros mais comuns cometidos durante reformas e como evitá-los. Aproveite as dicas!

1. Dispensar a contratação de profissionais

Foto mostra uma mulher e um homem de mãos dadas, apenas da cintura para baixo, em cena que nos leva a pensar que estavam pintando uma parede. Tem resíduos de tinta no corpo deles e eles estão pisando descalços sobre jornais que protegem o piso.

Muitas vezes, as pessoas acabam preferindo fazer a reforma por conta própria, pensando em reduzir custos. Porém, na prática, quando algum serviço não é bem feito, o prejuízo acaba sendo muito maior do que pagar pela orientação e condução profissional. O ideal é contratar especialistas capacitados e com experiência comprovada, pois isso garante o resultado esperado e evita quebra de expectativas.

2. Não desenvolver um cronograma

Foto mostra duas mulheres em frente a um computador observando a tela que mostra sofás e outros produtos para a casa.

Colocar prazos é uma das maneiras mais eficazes de escapar dos erros durante a reforma. É que quando as datas estão estabelecidas é possível observar com mais clareza o andamento da obra.

Continua após a publicidade

“É essencial alinhar um cronograma detalhado com o arquiteto e o mestre de obras responsável pela construção. Assim, teremos mais tranquilidade para o andamento da reforma. Além disso, os prazos precisam ser realísticos e atingíveis, contendo uma margem considerável para possíveis imprevistos”, indica Jéssica Moura, Coordenadora de Desenvolvimento de Mercado Building Finishing, da Sika.

3. Esquecer do orçamento

Deixar de listar todos os gastos é um erro extremamente comum e que pode gerar prejuízo. Mesmo que a obra não seja tão complexa, é necessário criar uma planilha com tudo que será investido. Para isso, ela deve conter os materiais, pagamento da equipe, decoração, mobília e custos com água e energia elétrica. É recomendado colocar um valor um pouco acima do programado, pois adversidades podem acabar surgindo.

4. Comprar materiais de baixa qualidade

Foto mostra homem de camisa xadrez e colete laranja com boné preto usando uma furadeira em parede externa de madeira.
Jimmy Nilsson/Unsplash

Em geral, a contratação de mão de obra sem qualificação adequada tem relação direta com a compra de materiais de baixa qualidade. “A ausência de conhecimento técnico pode levar à aquisição de produtos que comprometem a durabilidade da obra e a segurança dos moradores da casa. Por conta disso, é fundamental contar com o apoio de especialistas no momento de comprar os itens necessários”, recomenda.

5. Não checar as instalações elétricas e hidráulicas

Imagem mostra dois interruptores em parede com persiana, sendo um com um botão e o outro com dois botões de liga e desliga.
Karim Manjra/Unsplash

Quando elas não estão visíveis, as instalações elétricas e hidráulicas acabam sendo colocadas em segundo plano com bastante frequência. Entretanto, mesmo que elas tenham sido bem elaboradas, seguindo os padrões de segurança, é importante revisar tudo antes da reforma para evitar sobrecargas na fiação da casa e falta de pressão na água dentro das tubulações.

Observando essas cinco dicas simples, sua reforma terá mais chances de ocorrer sem dor de cabeça e sem extrapolar sua expectativa de investimento.

Continua após a publicidade

Publicidade