Casa Created with Sketch.

Robôs humanoides da Boston Dynamics fazem muito mais que dançar

Se a ideia de uma revolução robótica está na sua lista de piores fins para a humanidade, ver o que esses robôs fazem pode não ser uma boa ideia!

 (Pplware/Reprodução)

Já temos assistentes virtuais capazes de dizer a previsão do tempo, colocar músicas e até ajudar a fazer compras; temos também robô com cidadania! Por isso, não deve ser muita surpresa ver os vídeos publicados pela Boston Dynamics, que o robô Atlas robôs faz manobras, saltos, cambalhotas e uma série de truques incríveis para máquinas.

Levando o robô humanóide ao limite, os engenheiros da empresa desenvolveram novos movimentos animados a partir de comportamentos humanos, explorando a próxima geração de mobilidade, percepção e habilidades atléticas. Através da ação do parkour, os robôs Atlas completaram a complexa pista de obstáculos quase sem falhas.

 (Boston Dynamics/Designboom)

No segundo vídeo, os engenheiros da Boston Dynamics fornecem uma avaliação das capacidades do Atlas. O sistema de controle avançado e o hardware do mecanismo fornecem ao robô a força e o equilíbrio para demonstrar agilidade no nível humano.

Veja também

 (Boston Dynamics/Designboom)

O robô está adaptando seus comportamentos com base no que vê, repetindo o exercício de parkour, com isso, nenhuma pré-programação de todos os movimentos possíveis é necessária. Ao em vez disso, a equipe definiu um conjunto menor de modelos de comportamento que podem ser relacionados ao ambiente.

 (Boston Dynamics/YouTube)

“Pode ser frustrante às vezes, os robôs caem muito!” Conta Benjamin Stephens, líder de controle do Atlas. “Não é o robô que decide magicamente fazer parkour, é uma espécie de rotina coreografada, bem como um vídeo de skate e parkour, onde é um atleta que pratica esses movimentos dezenas ou centenas muitas vezes para chegar a essa empolgante capacidade de alto nível.”

 (Josh Reynolds/AP News/Reprodução)

E completa explicando que a queda também ajuda na melhoria dos protótipos. “Nós aprendemos muito em termos de como construir robôs que podem sobreviver caindo de cara, se levantando e fazendo isso de novo. Também aprendemos muito sobre o comportamento, o controle, aquilo que coloca um pé na frente do outro.”

 (Boston Dynamics/YouTube)

O robô Atlas tem um dos sistemas hidráulicos móveis mais compactos do mundo. O sistema de controle avançado permite uma locomoção altamente diversificada e ágil, enquanto os algoritmos raciocinam por meio de complexas interações dinâmicas que envolvem todo o corpo e o ambiente para planejar os movimentos. Atlas usa partes impressas em 3D para fornecer a relação força-peso necessária para saltos e cambalhotas.

*Via Designboom

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.