Casa Created with Sketch.

10 dicas de como usar tapeçaria na decoração

A tapeçaria pode tornar um ambiente muito mais agradável e artístico e ainda contribuir para o conforto térmico. Confira mais sobre a técnica:

Sala de estar com sofá de cor neutra, duas cadeiras e tapeçaria de parede ao fundo Poltronas verdes da Casa e Forma, mesa de centro e sofá da Way Design e tapete da Galeria Hathi

Poltronas verdes da Casa e Forma, mesa de centro e sofá da Way Design e tapete da Galeria Hathi (Laura Vilela | Produção: Andrea Falchi/Casa.com.br)

Hoje em dia, é comum que as casas e apartamentos sejam decorados com tapetes. Apesar de serem mais comuns nas áreas sociais, como a sala de estar, estes itens podem estar presentes também em outros cômodos – como o quarto e mesmo o banheiro.

A verdade é que não há limites. Os tapetes podem estar posicionados, inclusive, verticalmente. Trata-se da tapeçaria de parede, uma técnica manual de tecelagem a partir do entrelaçamento de fios cujas fibras são flexíveis, como a lã ou o algodão.

Dicas de como usar tapeçaria na decoração

 (Reprodução/Casa.com.br)

Além de somar a um décor fora da curva, estas peças podem contribuir para o conforto térmico do ambiente e torná-lo mais estético e artístico, uma vez que as suas várias técnicas de produção permitem a criação de figuras e desenhos.

Saiba mais sobre a origem da tapeçaria, seus tipos, técnicas e tecidos, além de como usá-la na decoração:

O que é a tapeçaria

Tapeçaria nada mais é que uma forma de tecelagem, geralmente encorpada, obtida a partir do cruzamento de fios. Os produtos finais podem estar dispostos nos pisos, em objetos decorativos e em paredes.

Como usar tapeçaria na decoração

 (Revista Aérea/Reprodução)

Acredita-se que as primeiras tapeçarias tenham surgido ainda na Antiguidade, em vários locais do mundo. Os registros mais antigos apontam para uma origem no Egito, embora outros povos do Mediterrâneo também praticassem a técnica.

Durante a Idade Média, estes tapetes participavam da decoração de igrejas e castelos, narrando, por meio dos desenhos, cenas históricas ou bíblicas. Além disso, eles contribuíam para o conforto térmico dos ambientes.

Decoração tapeçarias Tapeçaria de Bayeux, exemplo de peça da Idade Média

Tapeçaria de Bayeux, exemplo de peça da Idade Média (Viva Decora/Reprodução)

Naquela época, além de serem a arte decorativa mais importante, eram também uma forma de autopromoção dos poderosos.

Com o passar do tempo, a tapeçaria tecida e pintada ganhou popularidade em detrimento da bordada. As peças ganharam valor e passaram a ser produzidas por artistas para a nobreza.

Usando tapeçarias na decoração Tapeçaria Gobelin

Tapeçaria Gobelin (Eucília Soares/Reprodução)

Durante o Renascimento, a produção francesa ganhou destaque devido à manufatura dos Gobelins e o estilo Aubusson, cujos tons pastéis garantem um ar romântico à decoração.

As obras criadas pelos Gobelins alcançaram um patamar tão difícil de ser superado que se converteram em peças clássicas e hoje estão preservadas em museus. Hoje em dia, os estilos variam e se mesclam, agradando a todas as solicitações e gostos.

Veja também

Conheça os tipos de tapeçaria mais comuns

 

Com 38 m², o apartamento tem projeto de interiores da arquiteta Cristina Boz

 (Divulgação/Casa.com.br)

As técnicas e tipos de tapeçaria variam, mas, de modo geral, aquelas utilizadas para decoração incluem looping, feltragem, esmirna, crochê, tufado, franjas e macramê.

Como usar tapeçaria na decoração

Há várias formas de incluir a tapeçaria na decoração. O mais comum – você já deve imaginar – é posicioná-la no piso, como um tapete. Sob mesas de centro, elas podem potencializar a beleza da sala de estar.

Inspirações de tapeçaria na decoração

 (Histórias de Casa/Reprodução)

Uma ideia é apostar em um tapete colorido em ambientes monocromáticos ou de tons neutros, assim a peça vai ajudar a quebrar a monotonia e trazer um ponto de destaque para o espaço.

Você também pode utilizar a tapeçaria em itens decorativos, como almofadas, pufes, cortinas e até mesmo em luminárias. É uma ótima forma de sair do óbvio e ousar um pouquinho no projeto da sua casa.

Confira a galeria abaixo para se inspirar:

Estas peças combinam com alguns estilos, a exemplo do rústico e do praiano, devido ao típico uso de fibras naturais e referências à natureza.

Outro estilo que recebe bem diferentes tapeçarias é o boho, inspirado no lifestyle bôemio dos artistas da época. E tem coisa mais artsy que um tapete colorido e estampado, exposto como uma obra de arte?

Saiba como usar tapeçarias na decoração A tapeçaria é um excelente fit para a decoração boho

A tapeçaria é um excelente fit para a decoração boho (Blog Casa da Iaza/Reprodução)

Mas, lembre: aqui, vale tudo. Se a sua casa tiver uma pegada mais contemporânea, pode usar. Se for mais minimalista, também pode. Maxi? Também. E se você quiser deixar a casa mais confortável para o inverno, a tapeçaria pode ser a grande solução!

Tapeçaria de paredes: descubra como usar na decoração

Além dos exemplos citados acima, você pode apostar na parede para pendurar a sua tapeçaria. Uma forma de apresentá-la é expondo como uma gallery wall, sozinha na parede branca.

Dicas de como usar tapeçarias na decoração

 (Pop & Scott/Reprodução)

Outra opção é posicioná-la atrás da cama, como uma cabeceira, ou na sala de estar, combinando e contrastando estilos. É o caso desta sala, criada pela marca Pop & Scott. Aqui, os móveis de linhas simples e estofados de veludo se contrastam com a tapeçaria de parede, inspirada no wabi-sabi.

E os macramês são bem vindos em qualquer ambiente, basta saber combiná-los com outros itens. Plantas, livros e vasos sempre completam bem qualquer ambientação.

Para se inspirar, confira alguns projetos na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.