Cinza na decoração: combinações e dicas para incluir a cor nos ambientes

Esse tom versátil pode trazer modernidade à casa e acompanhar facilmente as mudanças que você quiser fazer ao longo do tempo

Por Larissa Faria Atualizado em 15 dez 2020, 11h13 - Publicado em 12 nov 2020, 17h09
como montar um quarto de casal perfeito
Decoração moderna para quartos de casal KatarzynaBialasiewicz / Thinkstock/Getty Images

É fato que o cinza tornou-se o novo branco quando se trata da paleta de cores de decoração para casa. Esta cor recebeu ainda mais espaço nos lares graças às paredes de cimento queimado e o estilo escandinavo, que ganharam popularidade e têm o cinza como tom principal.

Parte desta tendência também ocorre porque, além de sofisticado, o cinza é versátil, podendo ser combinado com diversas outras cores e estampas. Abaixo, reunimos algumas ideias e dicas para você incluir o cinza na decoração:

Um sofá cinza pode ganhar uma nova cara apenas com a troca das capas de almofadas e mantas decorativas. Além disso, o tempo de uso costuma ser menos perceptível nele que nos sofás da cor creme, por exemplo.

Unsplash/Nathan Fertig/Casa.com.br

 

O quarto do bebê com tons de cinza é facilmente adaptável para a acomodação da futura criança e até mesmo adolescente. Aposte em um bom projeto de marcenaria e vá trocando os enfeites, cortinas, roupas de cama e tapetes conforme a fase da vida do seu filho

Ximenes Leite/Casa.com.br

 

Integrar os ambientes é mais fácil, afinal, em uma sala de apartamento que é conectada à cozinha, você pode ter o cinza como cor principal e diferenciar os espaços com as cores e estampas de objetos decorativos. O tom combina também com eletrodomésticos prateados.

Continua após a publicidade

Paredes de cimento queimado, canos de PVC e outros elementos evidenciam o estilo industrial na Cozinha projetada por Erica Salgueiro na CASACOR São Paulo. A cartela de cores é simplificada, em preto, branco, cinza e tons da madeira de demolição. A horta na ilha central rende um toque de frescor no espaço. Reprodução/CASACOR

 

Espaços amplos, como os com pé-direito alto, têm um alto custo de pintura e manutenção. Por isso, certamente você irá permanecer com as paredes da mesma maneira por um tempo. É importante escolher uma cor que possa acompanhar as mudanças da decoração e, é claro, o cinza é próprio para isso. Tenha cuidado apenas para não escolher uma tonalidade que escurece o ambiente. 

Dicas para escolher a tinta para casa

Antes de pintar toda a parede, passe a tinta apenas em parte dela e espere secar para conferir o resultado. Se necessário, encomende a tonalidade exata que você deseja, caso não encontre-a pronta nas lojas de construção. O valor costuma ser bem próximo ao das latas vendidas nas lojas e você ainda terá uma cor única na sua casa. Outra alternativa é o cimento queimado — alguns revestimentos, como o porcelanato, simulam essa técnica.

O lavabo recebeu uma tinta que imita a textura de cimento queimado. O nicho em frente ao espelho é feito de quartzo (Fantastic White). Divulgação/Casa.com.br

O cinza pode ser a cor base, mas é importante equilibrá-lo também com itens de cores quentes ou pastel, para não deixar o cômodo com aspecto de frio e sem vida. Diversos tons de rosa (como o bebê e o cromado) combinam, assim como azul, amarelo e laranja, por exemplo. Abuse dos mix de estampas e texturas sem medo!

Por que não apostar em várias nuances de azul? Para isso, a arquiteta Carla Grudtner cria uma base neutra, como o porcelanato em tom cinza fornecido pela Impermix. Eduardo Macarios/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Publicidade