Continua após publicidade

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão

A arquiteta Cristiane Schiavoni criou uma península com banquetas para as refeições cotidianas e um cantinho do café que também funciona como mini bar.

Por Editado por Ana Harada
10 jul 2024, 13h00

A jovem família (composta por um casal e um bebê) pediu à arquiteta Cristiane Schiavoni, à frente do seu escritório homônimo, uma reforma para adequar o imóvel ao seu novo momento da vida. A arquiteta fez a renovação da cozinha, que ganhou uma atmosfera gourmet, a sala de jantar e a execução do quarto para a recepção do recém-nascido.

Reforma da Cozinha

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, cozinha, marcenaria cinza escrua.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Isolada da área social, a cozinha tinha uma bancada em U com fogão, micro-ondas e geladeira. No novo layout, os espaços foram setorizados em áreas de cocção, onde estão o cooktop e a churrasqueira a gás, a torre quente com forno e micro-ondas e o preparo, em uma ampla bancada com 5,6 metros de comprimento, que ainda inclui a cuba.

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, cozinha, duas geladeiras laranjas.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Na otimização, boa parte dos eletrodomésticos foram reaproveitados e combinados com o novo cooktop e forno. “Essa decisão teve um caráter ergonômico, pois o antigo fogão não era nada confortável na rotina do casal”, conta Cristiane. O ponto alto da cozinha foi a dupla de geladeiras, que já pertenciam aos moradores e foram envelopadas com um amarelo vibrante que ressalta a jovialidade do projeto e que é repleto de inspirações contemporâneas.

Continua após a publicidade
Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, churrasqueira.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Por último, a churrasqueira foi um pedido de última hora e aconteceu quando as obras estavam quase concluídas. Para a realização desse desejo, a arquiteta aproveitou o ponto de gás do cooktop para instalar a churrasqueira que, além de produzir menos fumaça, exigiu poucas mudanças em relação ao projeto original. “Apesar de não ter uma coifa sobre ela, a tampa evita que a fumaça se disperse pelo ambiente. Já o armário acima apresenta uma distância bastante segura”, garante.

Revestimentos

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, sala, cozinha integrada, balanço suspenso.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Para a bancada da cozinha, Cristiane apostou no granito preto São Gabriel com a textura Vulcano. Ela detalha que, apesar da aparência rústica, a pedra é lisa, facilitando na limpeza e manutenção. Para combinar, o clássico subway tile figura em todo o frontão e o piso de porcelanato emula a madeira. “O propósito aqui foi romper com a monocromia e propiciar a sensação de continuidade com o material existente na sala”, detalha.

Mobiliário

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, sala de estar, ar condicionado, cristaleira.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Executados pela SCA Jardim Europa, os armários da cozinha foram feitos sob medida a fim de atender todas as necessidades dos moradores. Enquanto isso, no living os moradores sonhavam com um móvel capaz de receber as suas coleções de objetos e os vinhos. A solução encontrada foi uma cristaleira elaborada com estrutura em serralheria e vidro na frente e nas laterais. “O fundo espelhado ofereceu ainda mais destaque para os objetos deles. Ficou mágico!”, ressalta Cristiane.

Sala de jantar

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, sala de jantar, mesa branca, cozinha integrada, canto alemão.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Com a integração dos ambientes, a sala de jantar passou a delimitar o espaço do living e da cozinha.

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, bancada para refeições rápidas, banquetas.

Após a demolição da parede, a profissional executou uma península com banquetas para as refeições cotidianas e, ao lado, o cantinho do café que também funciona como mini bar.

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, cozinha integrada, mesa branca.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

Na sala de jantar, a arquiteta propôs um canto alemão que ultrapassa as dimensões da mesa de jantar, uma vez que em um local de convivência é importante que haja lugares disponíveis para que as pessoas possam se sentar e conversar.

Quarto do bebê

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, quarto de bebê, nichos, berço, parede verde e azul.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

No quartinho do Pedro, que um dia pertenceu ao seu pai Gabriel, destaca-se o cantinho para trocar a fralda e a banheirinha. Para que isso fosse possível, a profissional instalou um ponto de hidráulica e uma saída de esgoto – cuidado que facilita a vida da mamãe no momento do banho.

Cozinha de apê tem bancada com 5,6 m em granito e subway tiles no frontão. Projeto de Cristiane Schiavoni. Na foto, quarto de bebê, nichos, berço, parede verde e azul.
(Luis Gomes de Souza/Divulgação)

“Uma das nossas preocupações foi a assegurar um dormitório sem correntes de vento, prático e seguro para trocar a fralda e as roupas do bebê”, explica a arquiteta. Logo abaixo do trocador, estão organizados as roupinhas e todos os itens de higienização essenciais para o dia a dia.

Veja mais fotos abaixo:

 

Publicidade