Casa Created with Sketch.

Dispenser de desinfetantes para as mãos é tema de exposição, em Londres

A mostra apresenta os projetos vencedores de um concurso que envolveu oito categorias e as peças serão leiloadas em prol da Cruz Vermelha

Platão dizia que “a necessidade é a mãe da invenção” e o momento de pandemia que viemos tem provado isso. Diversos designers e profissionais de todas as áreas estão colocando a criatividade em ação para desenvolver itens que podem facilitar e melhorar nossas vidas nesse momento.

Na esperança de aproveitar essa onda de criatividade e arrecadar dinheiro para a Cruz Vermelha, a empresa de design experimental Bompas & Parr se uniu ao Design Museum, em Londres, para lançar um concurso de design de dispenser de desinfetante para as mãos chamado The Fountain of Hygiene (A Fonte da Higiene, em tradução literal).

 (reprodução/Wallpaper)

Aberto a designers, fabricantes ou simplesmente para aqueles que tenham uma boa ideia, os participantes foram convidados a enviar seus projetos para uma visão futura da higienização das mãos. “Espera-se que isso acelere o estabelecimento de novas normas comportamentais, que beneficiem a saúde em curso da sociedade global”, afirmam os organizadores, que doaram a taxa de inscrição sugerida para a Cruz Vermelha Britânica e apoiar seus esforços no combate à pandemia. “Em última análise, o objetivo é explorar como as pessoas podem voltar a entrar com segurança no domínio público.”

As inscrições foram divididas em oito categorias que incluíram Design de Luxo, Design Sustentável e Inovação em Higiene Além do Desinfetante. Cada uma foi avaliada por um painel de especialistas em design e julgou sua inovação, funcionalidade, impacto social e estética.

 (reprodução/Wallpaper)

A Step One (acima), de Sally Reynolds, foi a vencedora na categoria de design de luxo. A estação de higienização é feita de plásticos reciclados e tem a aparência de pedra colorida de terrazzo. Ativada por um pedal de cobre, a peça despeja o gel através de uma elegante bica de cobre sem que o usuário precise tocar em nada com as mãos.

 (reprodução/Wallpaper)

Conrad Haddaway, Twomuch Studio e Inga Ziemele venceram na categoria Inovação em Higiene Além do Desinfetante, por seu Centrepeace (acima), projetado para ficar no centro da mesa nas refeições. Três prateleiras acomodam dois telefones, posicionado-os em torno de uma haste central, onde uma luz UV brilha e esteriliza os telefones quando inseridos. O design não apenas garante que as mãos fiquem limpas à mesa, mas também incentiva refeições tranquilas, livres de distrações digitais.

 (reprodução/Wallpaper)

Terry Hearnshaw foi o vencedor da categoria Sustentável com seu sistema de distribuição de doses únicas, a Seaweed Capsule (acima). Cápsulas semelhantes a chicletes, feitas a partir de algas marinhas, saem da máquina e estouram nas mãos fechadas para liberar uma quantidade certa de desinfetante para as mãos.

Os projetos vencedores estão em exibição no Museu do Design e em breve serão leiloados pela Christie’s para gerar mais fundos para a Cruz Vermelha.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s