Como iluminar salas de jantar e varandas gourmet

Capriche no visual dos espaços de confraternização e torne-os mais agradáveis e aconchegantes

Por Redação Atualizado em 14 fev 2022, 13h35 - Publicado em 9 fev 2022, 13h00
Projeto de Oliva Arquitetura Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Um bom projeto de iluminação tem o potencial de tornar salas de jantar, bares e varandas em espaços dignos de receber a família, eventos e refeições deliciosas. Para fazer com que a sua casa seja aconchegante e o centro dos encontros, a Yamamura traz dicas de iluminação para os da área social.

Sala de Jantar

 

Projeto da arquiteta Luciana Ballio Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Por, geralmente, ser ampla e integrada a outros ambientes, a sala de estar deve apresentar uma variação entre as peças embutidas e sobrepostas. Ao selecionar luminárias embutidas, os plafons são opções para a luz geral do cômodo, já que apresenta uma iluminação de foco. Mas, ao escolher peças sobrepostas, pendentes ou lustres acima da mesa é o mais indicado.

Projeto do arquiteto André Viana Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Para os lustres, que são mais imponentes, adicione apenas uma peça de destaque. No caso dos pendentes, não tenha medo de arriscar e criar diferentes composições – alterne modelos de alturas – e oferece uma atmosfera descontraída.

Projeto da designer Eliana Franco Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Atente-se a temperatura da cor, uma vez que o recomendado é o branco quente (2700k a 3000K), que proporciona aconchego e bem estar. Verifique, também, a proporção da peça em relação à mesa de jantar. O indicado é uma proporção de um para dois.

Reprodução/Pinterest

Quando o assunto é comprimento, as dimensões são variáveis, principalmente no caso de composições. Para a altura, o ideal é que a peça fique de 70 a 90 cm de distância da mesa.

Continua após a publicidade

Veja também

Varandas Gourmet

 

Projeto do arquiteto André Viana Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Ao elaborar a iluminação de terraços e varandas, o ideal é selecionar lâmpadas de temperatura de cor branco quente, a mesma da sala de jantar. Invista em pendentes decorativos em cima das mesas ou cordões de luzes.

Projeto da arquiteta Pati Cillo Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Para bancadas de churrasco ou de preparação dos alimentos, a luz de temperatura branco neutra (4000K) pode ser uma boa pedida para auxiliar nas atividades. Arandelas e plafons também são bem-vindos nesses locais.

Projeto da designer Eliana Franco Emerson Rodrigues/Casa.com.br

Para os espaços cobertos, há mais opções de luminárias, pois não necessitam de peças com um grau tão elevado de proteção. Já os locais a céu aberto estão sujeitos à ação de intempéries, exigindo mais cuidados. Busque por produtos com Índice de Proteção IP65 (resistente à poeira e aos respingos d’água), IP66 (que suporta jatos d’água) ou IP67 (que resiste à imersão temporária de uma luminária).

Reprodução/Pinterest

Nas varandas cobertas, quando as luminárias se encontram muito próximas de áreas suscetíveis às ações de chuva e sol, também convém procurar por produtos de iluminação com o grau mínimo IP65.

Continua após a publicidade

Publicidade