Arte urbana conquista interior de projeto do Studio Tan-Gram

Impresso nas paredes das residências, o conceito vem para valorizar o décor, gerar equilíbrio e prover outras soluções

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h46 - Publicado em 21 out 2019, 14h06
Estúdio São Paulo/Divulgação

O universo da decoração tem se deparado com uma tendência interessante: o processo de trazer a arte de muros e fachadas para dentro de casa.

Surgindo através de grafites ou pinturas, a arte na parede vem se tornando cada vez mais presente no interior das residências para valorizar ainda mais o décor.

É o caso deste projeto do Studio Tan-Gram, que imprimiu o conceito em dois ambientes do imóvel – na sala e no quarto.

Estúdio São Paulo/Divulgação

Segundo as arquitetas Monike Lafuente e Claudia Yamada, os moradores já conheciam e gostavam do trabalho do artista Giuliano Martinuzzo.

Por terem um perfil mais leve, resolveram usar a pintura para disfarçar a porta do lavabo na sala, que não tem fechadura convencional e conta com um puxador tipo cava, tudo para não ser evidenciada.

Estúdio São Paulo/Divulgação
Continua após a publicidade

“Como o projeto da sala era mais ortogonal, a arte mais orgânica, com linhas, deu uma boa quebrada e criou um equilíbrio no ambiente”, explica Claudia.

Já no quarto, a imagem da Kaju Ink remete, entre outras coisas, a uma mulher. “O conceito do projeto do quarto é bastante minimalista“, conta Monike.

“A arte na parede, no entanto, vem para desconstruir um eventual padrão e dar um toque inesperado ao cômodo”, diz.

Estúdio São Paulo/Divulgação

Ela destaca que esse tipo de instrumento para decorar o ambiente é bastante usado principalmente em imóveis alugados, uma vez que são soluções fáceis de serem revertidas na hora da entrega da casa ou do apartamento. 

Veja mais do trabalho e processo criativo do artista plástico no vídeo abaixo:

Continua após a publicidade

Publicidade