Apartamento no Rio de Janeiro recebe décor neutro com toque industrial

O projeto, assinado pela arquiteta Bianca da Hora, buscou tornar o imóvel um lar acolhedor, funcional, jovem e despretensioso

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h46 - Publicado em 22 out 2019, 15h29
Denilson Machado/Divulgação

Para este apartamento de 120 no Jardim Botânico (Rio de Janeiro), a arquiteta Bianca da Hora desenvolveu um projeto de reforma e decoração, adequando a nova morada ao gosto e necessidades do casal de residentes e seu cachorro Bentinho.

“O pedido da dupla foi por um projeto acolhedor, funcional, despretensioso e jovial, com muito verde”, conta Bianca. “Para isso, apostei em uma paleta de cores neutra, com muito branco, preto e tons amadeirados, deixando o toque de cor por conta das plantas e acessórios”.

Denilson Machado/Divulgação

A reforma foi pontual e contemplou a demolição do gesso para elevação do teto e a abertura de um cômodo usado como escritório e quarto de hóspedes para a sala, ampliando a área social.

Denilson Machado/Divulgação

O único imprevisto durante as obras foi a descoberta de uma coluna, incorporada ao projeto. As paredes derrubadas foram substituídas por portas de correr com esquadrias pretas, modelo que está em alta devido ao estilo industrial.

“Quando necessário, o casal pode isolar ou integrar os cômodos, conforme a conveniência. No quarto de hóspedes, optamos por um sofá-cama, que pode tanto acomodar as visitas para dormir quanto ampliar a quantidade de assentos, em ocasiões festivas”, explica a arquiteta.

Continua após a publicidade

Denilson Machado/Divulgação

No décor, predomina-se o branco das paredes da sala, que veio em diferentes texturas: atrás da mesa de jantar, no revestimento de tijolinhos já existente antes da reforma; no corredor, no painel ripado que esconde a porta de entrada e o acesso à cozinha.

A estante vazada, além de acolher as plantas e livros dos moradores, também cumpre o papel de dar privacidade à área de jantar, que fica em frente à porta. Já a sala de TV é delimitada pelo uso do tapete, criando visualmente uma distinção entre as funções do cômodo.

Denilson Machado/Divulgação

A paleta de cores da sala se repete no quarto do casal, de 20 m². O ambiente conta com um painel geométrico de laca e meia-parede de madeira na cabeceira, além do closet e penteadeira.

Já o banheiro da suíte ganhou textura de cimento queimado nas paredes e metais pretos para a dupla de cubas, reforçando o toque industrial dado à morada.

Confira abaixo mais fotos do projeto:

Continua após a publicidade

Publicidade