Casa Created with Sketch.

Reforma restaura e atualiza casa dos anos 1950

Os ambientes foram abertos para captar iluminação natural e a decoração, pautada em muitas texturas aconchegantes

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

Os proprietários desta casa em Brighton, Austrália, sempre gostaram de descobrir joias arquitetônicas escondidas na paisagem da região. E, foi durante uma caminhada noturna, que eles encontraram esta casa, construída nos anos 1950 e, até então, intocada. Decidiram ,assim, comprar o imóvel e contatar o escritório Chelsea Hing Interior Design Studio para promover uma restauração e atualização dos ambientes.

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

“Foi um emocionante processo de descoberta, enquanto examinávamos os desenhos originais e procurávamos descobrir quaisquer detalhes de meados do século que pudéssemos incorporar ao novo design”, revelam os profissionais.

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

O objetivo da reforma, além de restaurar a arquitetura, era atualizar a casa para abrigar os novos moradores. Era preciso captar o máximo de iluminação natural possível e integrar os ambientes de estar.

Queríamos que o novo layout tivesse linhas limpas e um pouco de ar fresco, por isso removemos todos os elementos de design rebuscados, simplificamos o fluxo da sala, criamos novas divisões e portas de correr que permitiam que os espaços fossem abertos ou fechados e aquecemos os ambientes com uma paleta aconchegante, com piso de madeira e marcenaria de carvalho”, explicam.

Outro elementos trouxeram à tona o passado do imóvel. “Brincamos com a ideia de criar elementos gráficos, mais uma vez reminescentes dos anos 1960 – com o painel de paginação em formato de diamante, atrás do assento embutido na área de refeições”, explicam.

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

Além da madeira, outros materiais contribuíram para a atmosfera acolhedora que os arquitetos queriam incluir na nova fase desta casa. Entre eles, o couro como revestimento, que trouxe uma textura interessante ao projeto. 

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

Entre os maiores desafios do projeto, os arquitetos citam a quantidade de aberturas que precisaram fazer para captar iluminação natural, mas ao mesmo tempo, ter que criar ambientes que pudessem ser fechados para trazer momentos de intimidade aos moradores. “Isso costuma ser complicado em uma casa muito aberta como esta”, dizem.

 (Eve Wilson e Rhiannon Taylor/Casa.com.br)

Já a área externa foi reconfigurada para que fosse uma espécie de extensão da parte interna e um lugar onde a família pudesse se reunir.

Quer ver mais fotos desta casa? Então, navegue pela galeria de fotos abaixo!

 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.