Casa Created with Sketch.

Reforma deixa cobertura triplex de 160 m² mais ampla e contemporânea

A arquiteta May Lee Chaves, que assina o projeto, atualizou a arquitetura do imóvel e integrou os ambientes

 (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

Um projeto contemporâneo: esse foi o pedido feito pelo casal de moradores à arquiteta May Lee Chaves para a sua cobertura triplex de 160 m², localizada no Rio de Janeiro.

 (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

Por se tratar de um imóvel antigo que mantinha, ainda, o mesmo layout e materiais usados na construção, a arquiteta precisou elaborar um projeto de adequação a uma arquitetura mais atual e, por consequência, mais funcional.

 (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

No primeiro pavimento ficam os quartos – duas suítes – que não seriam mexidos, mas, no meio da obra, os moradores resolveram fazer algumas alterações. Abaixo da escada existia um armário que foi aberto – teve suas paredes quebradas – e parte dele foi usada para ampliar o banheiro.

Veja também

 (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

No pavimento intermediário, existia mais um quarto que foi demolido para acomodar a sala de jantar e integrar a cozinha. Enquanto isso, o banheiro foi transformado em lavabo e a área do box acomodou um armário para o filtro e o micro-ondas.

“Dessa forma, os espaços foram ganhando integração e amplitude, conferindo em um projeto contemporâneo, funcional e que não teria um ar datado”, explica May Lee.

 (Gustavo Bresciani/Casa.com.br)

Para o décor, foi usada muita marcenaria, imprimindo um ar elegante aos ambientes. Na sala principal, um painel que se espalha por parede e teto chama a atenção pelo belo design. “Dois elementos desse projeto são xodós meus: as divisórias em madeira que criamos para a sala e para a cobertura”, conta a arquiteta.

Confira mais fotos na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.