Por dentro do moinho de vento de Robert Downey Jr. e Susan Downey

Este complexo mágico foi feito sob medida para a diversão da família

Por Luiza Cesar Atualizado em 12 dez 2021, 16h28 - Publicado em 14 dez 2021, 19h00
Reprodução/Architectural Digest

Conhecido por interpretar Homem de Ferro e Chaplin, Robert Downey Jr. e sua esposa Susan procuravam algo completamente único. Com a ajuda do designer Joe Nahem e a equipe Fox-Nahem Associates eles conseguiram: “Não pretendíamos fazer algo visivelmente maluco. Apenas gostamos de um pouco de capricho e diversão. E definitivamente não gostamos de ser chato”, explica o ator.

Reprodução/Architectural Digest

Tudo começou quando a família passou um verão na casa de campo de Nahem e imediatamente se apaixonaram pela estética do lugar. Os Downeys foram embora das férias com um pedido para que os designers ficassem de olho em qualquer propriedade atraente que chegasse ao mercado nos Hamptons, Nova York.

Foi assim que este moinho de vento do final do século 19, originalmente construído como um teatro, se transformou no centro de diversões da família. O edifício se tornou uma casa completa por meio de adições estruturais introduzidas décadas após sua construção.

Reprodução/Architectural Digest

A privacidade do local e os jardins encantadores foram pontos importantes para a aquisição da propriedade. Nahem teve apenas seis semanas para fazer a reforma e apresentar um local perfeito para os gostos estéticos aventureiros do casal e o conforto de seus filhos, Exton, 5, e Avri, 3. Na entrada da residência, uma escultura de Andrius Petkus introduz o tema escolhido para a decoração.

Veja também

Reprodução/Architectural Digest

“A programação era uma loucura. Robert e Susan passam grande parte do ano na estrada, então eles são muito sensíveis sobre suas próprias residências e parecem genuinamente caseiros. Tivemos menos de dois meses para reformar completamente o local, desde os lençóis, toalhas e talheres”, lembra o designer.

Dentre as mudanças realizadas, a maior foi a reconfiguração da sala de estar, localizada logo depois do foyer de entrada octagonal – que exibe pinturas de Ati Sedgwick e e Pascó The Great e um papel de parede de listra de Phillip Jeffries – na base do moinho de vento. Para dar à área de transição um maior senso de espaço, o designer afundou a sala de estar vários metros e a ancorou com uma enorme lareira.

Reprodução/Architectural Digest

Outro componente importante da renovação envolveu repensar a área da piscina para se adequar à visão dos Downey de lazer ao ar livre. O projeto apresentou um pavilhão independente à beira da piscina com uma mesa de jantar centrada com tampo de mosaico, uma sala de estar ao ar livre, um bar e uma televisão.

“Agora passamos o dia inteiro lá fora, saindo com as crianças e nossos amigos. Além disso, a velha piscina foi jogada no meio do gramado, o que me deixou louca. Eu odiava pisar na grama molhada. Joe me agradou instalando um deck adequado”, afirma Susan.

Continua após a publicidade

Reprodução/Architectural Digest

Quanto aos interiores da própria casa, a mistura representa um consenso amigável entre os Downeys e seu designer: peças com pedigree e tons neutros suaves, toques excêntricos e luxos discretos. É uma montagem idiossincrática que fala igualmente ao espírito travesso do ator, às preocupações de sua esposa com eficiência e facilidade e a sutileza de Nahem em construir residências eminentemente habitáveis com um toque de magia de outro mundo.

As obras de arte não ficam restritas apenas ao hall de entrada, na sala de estar, peças de Stan Ynry e OSGEMEOS e a parede da lareira criada pelo ceramista Peter Lane se destacam.

Reprodução/Architectural Digest

Na cozinha, o tema divertido continua, com um espaço repleto de madeira, piso com desenhos e luzes suspensas.

Reprodução/Architectural Digest

E, na sala de jantar, paredes amarelas combinam com o lustre sob a mesa de jantar.

Reprodução/Architectural Digest

No quarto principal, um retrato feito por Shepard Fairey dos proprietários está pendurado sobre a cama. Uma obra do tamanho de uma parede de Thomas de Leliwa chama atenção por trás das poltronas vintage revestidas de veludo.

Reprodução/Architectural Digest

O banheiro toda rosa de Avri possui ladrilhos personalizados e lavatório em porcelanosa.

Reprodução/Architectural Digest

Na varanda coberta, uma luminária colorida pende sobre os sofás e uma mesa de coquetéis, lugar perfeito para aproveitar a paisagem externa dentro da casa.

*Via Architectural Digest

Continua após a publicidade

Publicidade