Casa Created with Sketch.

Casa de 1.500 m² valoriza vista para o mar e para área de preservação

Assinada pelo escritório Architects + Co, o projeto tem 1.100 m² de área construída e foi feito para uma família inteira ter um descanso paradisíaco

 (Fran Parente/BowerBird)

A vista deslumbrante do verde somada à contemplação do mar, que fica a 300 metros de distância, é impagável. A Casa Fonseca, na Praia do Forte, ocupa um lote duplo de 1.500 m² e foi adquirida com o apoio dos arquitetos Tiago Martins e Caio Bandeira, da Architects + Co, que viram o potencial imediatamente.

 (Fran Parente/BowerBird)

Lá, a grande família de moradores – avós, filhos e netos – se reúne para festejar nos finais de semana. “Eles estão sempre juntos e a casa vive movimentada. Por isso valorizamos a integração dos ambientes de convivência, cujas portas se abrem totalmente para a área externa e fazem a varanda dobrar de tamanho”, diz o arquiteto.

 (Fran Parente/BowerBird)

Grande em tamanho – são 1.100 m² de área construída – e em altura, a construção transmite leveza ao combinar volumes com design clean. “Preferimos telhados com declives suaves, que resultam em superfícies leves. O conceito de pilotis faz a arquitetura flutuar e se conectar melhor com a área externa”, explica Caio.

Veja também

 (Fran Parente/BowerBird)

O predomínio de linhas retas nos beirais e na fachada poderia dar um toque de frio à residência, não fossem os materiais escolhidos para o seu revestimento. A dupla de arquitetos prioriza os materiais naturais, por isso bambu, pedras e madeira foram usados ​​para revesti-la. “Mesmo com boa amplitude é um local que abraça, com acabamentos de estilo praia espanhol, acolhedor. Era importante ter esse equilíbrio”, afirma Tiago.

 (Fran Parente/BowerBird)

O layout em L baseou-se na privacidade da rua e das residências vizinhas, na melhor orientação solar e na opção de posicionar os oito quartos voltados para o mar. “A piscina fica mais longe para receber sol o dia todo e ver o verde da Área de Preservação Permanente em frente ao terreno”, observa Caio. Não é só o verde que chama a atenção.

 (Fran Parente/BowerBird)

Os fins de semana são repletos de esportes como tênis de praia e caminhadas na mata, além da moqueca de peixe e camarão – prato popular. “Trabalhamos juntos durante a semana e este é o nosso local relaxante para recarregar as baterias ”, afirma a moradora.

Veja todas as fotos do projeto na galeria!

*Via BowerBird

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.