Com base neutra e detalhes azuis, apê de 65 m² ganha vista para jardim

Localizado em Londres, o imóvel teve o seu projeto assinado pelo escritório Patalab Architecture

Por Redação Atualizado em 1 jun 2022, 14h16 - Publicado em 1 jun 2022, 13h00
Sala com decoração neutra, piso de madeira, poltrona verde, prateleiras com livros, lareira
Julian Abrams/BowerBird

Maravilhosamente envolto por um espaço verde, este apartamento térreo de 65 m² tem vista frontal para o parque Highbury Fields, em Londres, e acesso a um jardim privado e exuberante nas traseiras.

O layout original interferia em qualquer conexão entre os espaços verdes e o jardim totalmente divorciado do espaço de estar – refeições ao ar livre não aconteciam, enquanto as viagens entre geladeira e espreguiçadeira ficavam obstruídas.

Acesso a jardim nos fundos de casa
Julian Abrams/BowerBird

Concluída recentemente, a reforma assinada pelo escritório Patalab Architecture aborda essa separação. No entanto, com restrições como estrutura, e orçamento, um grande rearranjo interno estava fora dos limites. Em vez disso, os arquitetos empregaram pequenas intervenções para melhorar a coesão do apartamento e descobrir seu potencial verdejante.

Patchwork de espaços

Apartamentos com prédio de tijolinhos
Julian Abrams/BowerBird

Localizado no andar térreo de uma casa georgiana no norte de Londres, o apartamento Highbury Fields era uma colcha de retalhos de espaços.

Com a sala principal e a entrada do apartamento situadas na frente da propriedade, os quartos e banheiros são adições do século XX às traseiras, provavelmente um legado de quando a casa foi dividida em apartamentos.

Escada em espaço todo azul
Julian Abrams/BowerBird

Também herdada desta época da história da propriedade, uma pequena escada que une esses blocos. Com um volume irregular, este espaço também era sombrio, pois a luz natural ficava presa atrás das portas internas. Este era um ambiente para percorrer rapidamente com um quarto do outro lado da casa em mente, já que a transição era bem desagradável.

Espaço com paredes azuis
Julian Abrams/BowerBird

A falta de decoração e os tetos mais baixos caracterizam os quartos do piso inferior, enquanto a sala da frente se beneficia de tetos altos e molduras históricas.

Apesar desses atributos, as proporções georgianas originais da área de estar foram interrompidas por um moderno lobby de entrada que consumia a área interna do espaço de estar. Este lobby também separa a escada da sala de estar, formando mais uma barricada entre a frente e os fundos do apartamento.

Mudanças

Ambiente com piso de madeira, grande janela de vidro e armário de madeira
Julian Abrams/BowerBird

O primeiro passo para melhorar o apartamento foi muito prático – converter o que era o segundo quarto no quarto principal para que o acesso ao jardim pudesse ser feito através do escritório/quarto de hóspedes.

Este rearranjo significava que o quarto principal poderia ser separado e privado, enquanto a porta para o home office/quarto de hóspedes poderia ser mantida aberta a maior parte do tempo.

Continua após a publicidade

Uma conexão visual entre a casa e o jardim seria a maneira mais eficiente (e econômica) de unir esses espaços. Essa ligação funcionaria nos dois sentidos e criaria uma vista do Highbury Fields a partir dos quartos dos fundos.

Cores

Cozinha com ilha de madeira
Julian Abrams/BowerBird

Na altura do balcão da cozinha e na altura do trilho de imagem no quarto, o ponto de referência é articulado em diferenças nas cores da pintura, marcenaria embutida e uma incrustação de latão que costura as metades superior e inferior da escada.

Usando cores neutras claras nos ambientes, o tratamento da pintura muda drasticamente para azul escuro na escada central.

A profundidade da cor neste espaço permite que a luz de qualquer direção seja refletida e, embora seja muito impressionante quando se está neste espaço, a escuridão do tom aumenta sua neutralidade visual e permite olhar através dele para o espaço verde localizado adiante.

Porta com acesso a ambiente pintado de azul
Julian Abrams/BowerBird

Tudo além do datum de latão é azul escuro nesta área. Não apenas as paredes são pintadas dessa cor, mas o piso, que é da mesma madeira de todos os outros lugares do apartamento, é manchado pelo azul.

Detalhes sob medida

Detalhe da ilha da cozinha de madeira e superfície de pedra
Julian Abrams/BowerBird

A divisão na cozinha ajuda a mascarar o lobby, já que a ilha é tratada como uma peça central de mobiliário, enquanto a marcenaria é pulverizada para se misturar com a cor da parede.

Situada em frente ao lobby, a ilha inclui portas/prateleiras revestidas de sapele e uma bancada de pedra. Pequenos rodapés de pedra elevam as prateleiras acima de potenciais derramamentos de líquidos. A mesma pedra se repete charneca da lareira e é de cor azul para complementar a cor da escada.

Detalhe de sala de estar com janela de vidro, poltrona verde e mesa de centro de madeira
Julian Abrams/BowerBird

Apesar do apartamento Highbury Fields não ser um imóvel grande, há muitos detalhes feitos sob medida.

A iluminação, por exemplo, foi cuidadosamente selecionada para complementar o design, enquanto os painéis espelhados no banheiro combinam com os vários tons de verde dos azulejos para criar um efeito cintilante que aumenta substancialmente os níveis de luz e a sensação de espaço.

Confira mais fotos e detalhes do projeto na galeria:

*Via BowerBird

Continua após a publicidade

Publicidade