Casa Created with Sketch.

Instalação em Manhattan reporta qualidade da água através da luz

A + Pool Light detecta os níveis de salinidade, toxinas e patógenos prejudiciais da água no píer 17 do East River

 (Noah Devereaux/Divulgação)

A + Pool Light é uma instalação que ocupa as águas do East River, em Manhattan (Nova York). Montada a partir de luzes de LED, que se dispõem em um formato do símbolo positivo (+), a obra muda de cor com base nas condições de qualidade da água.

A intervenção pública foi executada pelos estúdios locais PlayLab Inc, Family New York, Floating Point e o Observatório Terrestre Lamont-Doherty da Columbia University. Ele rastreia e relata as condições físicas da água no píer 17 em tempo real.

 (Noah Devereaux/Divulgação)

Uma vez coletados, os dados são exibidos em um painel online projetado pela Reaktor, que relata se as condições atuais do rio são seguras para a natação.

A escultura à deriva, que mede 15 x 15 m, teve influência do contínuo progresso e esforços que estão sendo realizados na cidade de Nova York para melhorar a qualidade da água – daí o formato de cruz ou “+”.

 (Noah Devereaux/Divulgação)

“O design reconhece o sinal ‘+’ como um símbolo de positividade, indicando as medidas que tomamos para melhorar a qualidade da água desde a Lei da Água Limpa de 1972″, disse Jeff Franklin, designer da + Pool Light e parceiro da PlayLab, Inc.

“Conceitualmente, também é um símbolo de inclusão, pois a água que nos rodeia não pertence a um único grupo, mas a todos”, diz ele.

 (Reaktor/Divulgação)

“Os dados de qualidade da água são incrivelmente complexos, portanto, o acesso a eles significa muito pouco para as pessoas comuns”, disse Kara Meyer, diretora administrativa da Friends of + Pool.

“Queríamos descobrir uma maneira de capacitar as pessoas com os dados e envolvê-las visualmente com o que está acontecendo na água a sua frente”.

 (Noah Devereaux/Divulgação)

Uma série de sensores, parte de um sistema de alerta de fluidez (fluidion alert), conecta-se à instalação para coletar amostras da água, testá-las e analisá-las em busca de níveis de salinidade, toxinas e patógenos prejudiciais.

Paralelamente, o painel do Reaktor abastece as luzes da escultura flutuante. Quando os níveis de Enterococci (uma bactéria testada pelo sistema) são seguros para a natação, a luz da instalação brilha em verde-azulado.

Se altos níveis de patógenos nocivos são detectados, porém, ela se torna rosa, alertando o público que não é seguro entrar na água.

 (Noah Devereaux/Divulgação)

O brilho, a frequência e a nitidez das luzes indicam os níveis de oxigênio, turbidez e pH presentes no rio. A escultura também muda sua direção com base no fluxo da corrente, movendo-se no sentido horário quando flui para o norte e no sentido anti-horário quando sul.

+ Pool Light está em exibição no distrito novaiorquino de Seaport até 4 de janeiro de 2020.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s