Casa Created with Sketch.

Google Arts & Culture te leva para dentro da casa em que Anne Frank viveu

A plataforma Google Arts & Culture lança hoje uma exposição na antiga casa da escritora

Anne Frankhuis, prédio onde a escritora se escondeu durante a perseguição aos judeus e que, mais tarde, viraria um museu na Prinsengracht, em Amsterdam.

Anne Frankhuis, prédio onde a escritora se escondeu durante a perseguição aos judeus e que, mais tarde, viraria um museu na Prinsengracht, em Amsterdam. (Divulgação/Casa.com.br)

Hoje é um dia especial. “Dã, claro que é: dia dos namorados, né, repórter?“. Não! Para muito além disso, hoje é o aniversário de Anne Frank. A fim de comemorá-lo, o Google Arts & Culture, em parceria com a Fundação Anne Frank, lançou uma exposição online da casa da jovem menina em Amsterdã.

A exposição inclui cinco imagens internas captadas pelo Street View para mostrar a casa de sua família, a Merwedeplein 37-2. Pela primeira vez, é possível conhecer todos os cômodos da morada, graças a registros em 360º graus, que oferecem um olhar único do lugar. É possível observar até o quarto que Anne dividia com a irmã, Margot.

Fachada da casa em Merwedeplein 37-2, Amsterdam.

Fachada da casa em Merwedeplein 37-2, Amsterdam. (Divulgação/Casa.com.br)

O imóvel, que foi restaurado para o estilo original dos anos 1930, está alugado para a Fundação Holandesa de Literatura desde 2005. Hoje, funciona como abrigo para escritores estrangeiros que não têm liberdade para trabalhar e escrever em seus países de origem.

“Aqui, a tolerância e a liberdade de expressão têm espaço para respirar”, diz Ronald Leopold, diretor geral da Fundação Anne Frank. 

 (Divulgação/Casa.com.br)

Imagens dos quartos e das salas fazem parte da nova exposição do Google. A mostra conta, ainda, com informações e documentos valiosos, como o único vídeo conhecido de Anne – filmado por acaso durante uma festa de casamento.

Acesse agora o Google Arts & Culture para conhecer mais sobre a história de Anne Frank, a menina à frente de seu tempo, que até hoje emociona leitores do mundo inteiro. Este post é a nossa homenagem a ela.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s