Essas esculturas cinéticas parecem estar vivas!

As obras de Theo Jansen são movidas pelo ar e parecem criaturas aladas

Por Redação Atualizado em 29 abr 2022, 21h30 - Publicado em 30 abr 2022, 19h00
Gif de escultura cinética
Reprodução/Designboom

A cada primavera, as impressionantes estruturas esqueléticas movidas a vento de Theo Jansen vão à praia para mostrar as últimas atualizações de suas estruturas.

Esculturas cinéticas na praia
Wired/Reprodução

“Durante o verão, faço todo tipo de experimentos com vento, areia e água”, diz o artista. “No outono, entendi melhor como essas feras podem sobreviver às circunstâncias do tempo na praia. Nesse ponto, eu as declaro extintas e elas vão para o cemitério de ossos.”

Eles andaram, agora eles voam

Gif de escultura cinética
Reprodução/Designboom

Regularmente vistas vagando pela costa holandesa, as Strandbeests de Jansen apareceram pela primeira vez em 1990. Mais do que simples objetos de arte, ele tenta dar vida a suas criações, com o objetivo final de libertá-las um dia para serem independentes em grandes rebanhos na praia .

Continua após a publicidade

Esculturas cinéticas na praia
5 Things/Reprodução

Ele entende que isso não será possível em um futuro próximo, mas explicou seu sonho há alguns anos em uma entrevista à National Geographic: “Dê-me alguns milhões de anos e meus Strandbeests viverão de forma completamente independente”.

Gif de escultura cinética
Reprodução/Designboom

O trabalho de Jansen nos últimos anos tem sido tornar as criaturas mais autônomas. Depois de doze gerações, elas agora são feras imponentes, com vários metros de comprimento, que se movimentam pela praia sozinhas. Elas são feitas de tubos de PVC que, juntamente com técnicas engenhosas, usam o vento para se locomover, batendo as asas.

Esculturas cinéticas na praia
BBC/Reprodução

As Strandbeests foram criados pela primeira vez como uma solução para as mudanças climáticas. Em um jornal, Jansen escreveu sobre o perigo da elevação do nível do mar e como suas criaturas poderiam ajudar a agitar a praia e soprar a areia nas dunas para reforçá-las. Mais recentemente, Jansen desenvolveu o Volantum (2020-2021), uma Strandbeest que voa.

*Via Designboom

Continua após a publicidade

Publicidade