Casa Created with Sketch.

Residência em São Paulo é completamente envolta pela natureza

O projeto, do escritório Nitsche Arquitetos, buscou dissolver os limites entre interior e exterior e fazer a paisagem adentrar na casa

 (Nelson Kon/Divulgação)

Em meio ao verde, aos morros e ao rio da cidade de Piracaia (São Paulo), encontra-se uma residência de 1.400 m² de área construída, projetada pelo escritório Nitsche Arquitetos.

Desenvolvida a partir de um recorte no amplo terreno de 36.600m² com inclinação constante de 13%, a casa recebeu a inserção de um embasamento de concreto, que abriga garagem, serviços e áreas técnicas. 

Sobre este embasamento, desenvolvem-se as áreas sociais e íntimas da casa, em um nível único e elevado do terreno natural. Sua estrutura metálica é pautada por 17 módulos de 3,80 metros que ora definem um quarto, ora abrigam dois banheiros, e ora se unem em espaços mais amplos – como a varanda coberta e as salas de jantar e estar.

 (Nelson Kon/Divulgação)

Sobre a estrutura de metal, acomoda-se uma grande cobertura de duas águas de telha metálica sanduíche. É ela quem define diferentes alturas para os ambientes e permite a ventilação sobre o forro das áreas íntimas, composta por placas de MDF pré-pintado sobre barrotes de madeira.

Em cima desta cobertura, fica um volume mais fechado, que comporta as cinco suítesum vão central sob a cumieira – que funciona como ampla varanda e sala – e a cozinha na outra extremidade, em um espaço fechado e compacto, para as noites de frio.

 (Nelson Kon/Divulgação)

Quartos e banheiros, por sua vez, são protegidos por muxarabis de madeira, que conformam as baias em frente aos banheiros e as portas camarão nos quartos.

Já nas salas, o pé direito duplo é garantido pela inserção de painéis de policarbonato alveolar entre os vãos da estrutura metálica.

 (Nelson Kon/Divulgação)

Para permitir que as salas e a cozinha se misturem com a varanda coberta, foram inseridas grandes portas de correr de vidro, que dissolvem os limites entre dentro e fora, cuja casa insiste em romper – quer pela arquibancada de grama que conecta o piso principal ao terreno, quer pela borda infinita da piscina que a une visualmente à represa onde o terreno termina.

Além dos limites dissolvidos, a natureza adentra a residência também de outra forma: uma grande varanda coberta conecta área íntima a social permitindo que a paisagem atravesse a casa.

Confira na galeria abaixo demais fotos do projeto:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s