Portas secretas revelam estilo e funcionalidade nesta casa em Bragança

As portas, totalmente integradas, completam o décor quando fechadas e abrem passagem quando abertas

Por Yara Guerra 3 jun 2019, 13h00

Se um dia te surgir o questionamento “o que Wes Anderson e Luiz Paulo Andrade têm em comum?”, não se desespere: a gente te explica!

Ambos possuem estilos e assinaturas inconfundíveis em suas obras: enquanto o cineasta preza pela simetria em seus filmes, as portas criativas são a marca registrada nos ambientes do arquiteto carioca.

Divulgação/Casa.com.br

Andrade não fez diferente nesta casa de 1.466 m² em Bragança Paulista. Buscando combinar funcionalidade e design, o escritório de arquitetura usou com maestria as “portas secretas“, que permitem integração e privacidade dos ambientes, ao mesmo tempo em que resolvem a combinação entre espaço e circulação.

Divulgação/Casa.com.br

A fachada da casa recebeu uma estrutura leve e prática de alumínio, fazendo as vezes da tradicional veneziana de madeira, que abriga as suítes. É possível perceber a transparência que permite a entrada e aproveitamento da luz natural.

Divulgação/Casa.com.br

Já no interior, o revestimento de madeira é o responsável por cobrir as paredes e deixar imperceptível a porta que dá acesso ao home office.

Continua após a publicidade

As cores usadas no décor são ressaltadas devido à nobreza da madeira, que faz uma base neutra, permitindo uma brincadeira divertida e harmônica.

Divulgação/Casa.com.br

A sobreposição do painel de lâmina de bambu corresponde ao objetivo de criar um ambiente jovem, prático e confortável. Ele também “organiza” as interferências visuais da parede (como portas de entrada, lavabo e cozinha), servindo de fundo para obras de arte.

Divulgação/Casa.com.br

Para separar, de forma elegante e prática, a cozinha do resto do andar, a divisória retrátil (porta de correr) surgiu como solução perfeita. A porta viabiliza o fechamento total do espaço de 18 m² e, quando aberta, permite a integração total dos ambientes.

Divulgação/Casa.com.br

Outra solução interessante, neste projeto, foi na escada. Para melhor aproveitamento do vão, valorização do espaço e ganhar em mobiliário de apoio, o arquiteto criou um móvel embutido de MDF com pintura microtexturizada que abriga o bar, a cafeteira, entre outros.

Divulgação/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Publicidade