Casa Created with Sketch.

Mergulhadores poderão visitar parque de esculturas subaquáticas

O The ReefLine terá como proposta conscientizar o público sobre os impactos do aquecimento global nos oceanos

Projeto do parque subaquático The ReefLine, em Miami (EUA)

Projeto do parque subaquático The ReefLine, em Miami (EUA) (OMA/Casa.com.br)

O mar de South Beach, em Miami (EUA), ganhará um parque de esculturas subaquáticas. Onze quilômetros debaixo d’água estão sendo aproveitados pelos arquitetos da OMA para construir o The ReefLine. Sete etapas serão necessárias para concluir o projeto, que terá início no próximo ano.

 (OMA/Casa.com.br)

A proposta do parque a 247 metros da orla será conscientizar o público sobre como as mudanças climáticas estão impactando os oceanos, elevando a temperatura e o nível do mar e danificando os recifes de corais. As instalações submersas a seis metros da superfície poderão ser avistadas apenas durante o mergulho de visitação.

Poluentes dos oceanos serão reproduzidos com impressoras 3D

Poluentes dos oceanos serão reproduzidos com impressoras 3D (OMA/Casa.com.br)

Além dos arquitetos e engenheiros, pesquisadores e biólogos marinhos estão participando da montagem, afinal, as estruturas não podem danificar a fauna local e deverão servir de abrigo para espécies em extinção. Materiais como concreto e calcário serão reutilizados para simular recifes. Também serão criadas obras de arte fabricadas com impressoras 3D capazes de reproduzir o formato dos elementos da natureza e de poluentes do meio ambiente, como carros e resíduos descartados pelos humanos. 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.