Madeira cria releitura de casa tradicional em uma morada paulista

O Studio AG, responsável pelo projeto, conseguiu inovar na estética ao mesmo tempo em que estabeleceu harmonia com a vizinhança

Por Yara Guerra 23 jul 2019, 13h29
Fernando Guerra/Divulgação

A Casa GGL, projetada pelo Studio AG, já veio com um desafio: fazê-la caber, de forma harmônica e confortável, em um terreno estreito e comprido de 10 m x 30 m. Localizado em São Paulo, o imóvel foi concebido para um casal jovem e mirou em um projeto que aproveitasse os espaços da melhor maneira possível.

Fernando Guerra/Divulgação

O volume superior da residência surge como uma releitura das casas tradicionais, com seu desenho em duas águas, respeitando a linguagem das casas adjacentes da vizinhança.

Neste contexto, o ponto forte do projeto ficou por conta da busca pelo novo e inusitado, qualidades que se distribuem em três pavimentos e no rooftop. Com arquitetura contemporânea, a casa se utiliza de elementos clássicos e modernos, formando um mix de estilo que equilibra dois pontos: beleza e conforto.

Fernando Guerra/Divulgação

A área social foi configurada no térreo, onde um bloco rebaixado revestido em tela metálica expandida abriga a cozinha; a área de serviço e a sala de estar aberta, com acesso direto ao jardim. 

Continua após a publicidade

Fernando Guerra/Divulgação

O bloco também compreende um volume solto que abriga a área gourmet e a sauna e não compete com a estrutura principal da casa, mantendo o piso superior destacado.

Outro ponto em evidência é a empena lateral de concreto aparente, onde foi engastada uma escada metálica vazada, que é capaz de trazer a luz que entra da porta de acesso do solário para os pavimentos inferiores.

Fernando Guerra/Divulgação

Confira em nossa galeria as fotos dos demais ambientes:

Continua após a publicidade

Publicidade