Casa Created with Sketch.

Setembro pela Amazônia: entenda o movimento

A ação convida internautas a reduzirem o consumo de carne e tomarem outras ações em prol do planeta

 (Reprodução/Rede Amazônia Acre/Casa.com.br)

Desde o final de agosto, o mundo tem dado uma atenção mais do que especial a Amazônia. As queimadas na floresta se alastraram por grande parte da mata e chamaram a atenção de diversas pessoas ao redor do globo. Nas redes sociais, diversos movimentos e hashtags começaram a surgir, pedindo uma atenção maior a nossa floresta. Um dos principais movimentos é o #SetembroSemCarne, convocado pela Animal Equality Brasil.

Calma! A gente não vai falar para virar vegano da noite para o dia. Vamos apenas te ajudar a entender do que se trata esta campanha e como ela pode ajudar a floresta e, principalmente, nosso planeta.

O que é o movimento?

View this post on Instagram

Como contribuição para a preservação da Amazônia, estamos lançando hoje a campanha Tire a Amazônia do Seu Prato – #SetembroSemCarne para ajudar vocês a eliminar o consumo de carne durante este mês. Seu garfo pode ser uma arma poderosa para ajudar a preservar a Amazônia e, consequentemente, ajudar a combater as mudanças climáticas. Por que participar? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A criação de gado é um dos principais motivos do desmatamento da Amazônia. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), mais de 80% do desflorestamento ocorrido no Brasil entre 1990 a 2005 foram associados à conversão de terras em terrenos de pastoreio. A criação de frango, peixe e porco também impacta a floresta, uma vez que os animais são alimentados com soja, muitas vezes plantadas em áreas desflorestadas. . Como participar: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – Aceite o desafio de ficar um mês sem consumir qualquer tipo de carne. Se conseguir eliminar todos os derivados de origem animal, como leite e ovos, melhor ainda. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – Faça um post aceitando o desafio e publique no Instagram usando  #SetembroSemCarne. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – Marque a @animalequalitybrasil no insta para que a gente possa compartilhar a sua mensagem. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – Mesmo se você já for vegano ou vegetariano, você pode desafiar outras 3 pessoas que não são vegetarianas a fazer o mesmo marcando-as no seu post e pedindo que elas também sigam todos os passos anteriores. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Durante o mês de setembro, vamos postar diversas dicas e informações para incentivar e inspirar vocês a seguir firmes e fortes com uma alimentação baseada em plantas. Quem topa? A gente ajuda!

A post shared by Animal Equality Brasil (@animalequalitybrasil) on

A campanha “Tire a Amazônia do Seu Prato – #SetembroSemCarne”, foi lançada nas redes sociais da ONG no dia 2 de setembro. Trata-se de um desafio, convocado pela Animal Equality, para ficar um mês sem consumir qualquer tipo de carne (seja vermelha ou branca… ou seja, nem mesmo um peixinho). A campanha ainda convida a evitar derivados de origem animal, como leite e ovos.

Vivian Mocellin, Diretora Executiva da Animal Equality Brasil explica: “sabemos que ninguém vai virar vegano de uma hora para a outra. O que pedimos com o movimento é que as pessoas comam vegano sempre que puderem, que façam o que puderem. Todo passo é um passo importante nesse momento”.

Vivian explica que a ONG já planejava ações específicas nas redes sociais, durante o mês de setembro, pedindo a redução do consumo de carne, em homenagem ao dia da Amazônia, comemorado em 5 de setembro. “Com as queimadas constantes na Amazônia, foi pertinente estender a ação para o mês todo. O #SetembroSemCarne é uma campanha de empoderamento em prol da conscientização da Amazônia, e não uma campanha de culpabilização”, completa a diretora.

Por que participar?

 (Reprodução/Animal Equality Brasil/Casa.com.br)

Um dos principais motivos para aderir ao movimento é o futuro. “O futuro de todo mundo está em jogo nesse momento. Precisamos nos responsabilizar pelos nossos atos e entender como eles prejudicam o planeta”, diz Vivian. A lista não para por aí: a criação do gado é um dos principais motivos do desmatamento da Amazônia.

Segundo os dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), mais de 80% do desflorestamento do Brasil, ocorrido entre 1990 e 2005 são associados à modificação de terras em terrenos para pasto.

Este é, justamente, mais um dos motivos para evitar todos os tipos de carne. A criação de frangos, peixes e porcos também impacta a floresta. O consumo da carne destes animais gera uma demanda mais grande no mercado, o que leva à exploração de mais espécies, que são alimentadas com a mesma soja. Muitas vezes a soja é plantada em áreas desflorestadas.

“Ainda não podemos esquecer que a Amazônia é responsável por regular o clima, uma vez que absorvem o carbono. Quando a floresta é queimada, mais CO2 está sendo gerado e, o elemento que deveria absorvê-lo não está mais lá”, completa Mocellin.

 (Reprodução/Animal Equality/Casa.com.br)

Vivian ressalta a importância de cobrar ações do governo, mas, ainda assim, começar a agir no dia a dia: “a crise [ambiental] está aí e está vindo. E aí, o que você vai fazer para mudar esse cenário?”

A diretora completa que a campanha está fazendo muito sucesso. “Não estamos conseguindo medir o alcance do #SetembroSemCarne, é muita gente nos marcando nos posts, mas através das redes sociais conseguimos ter uma ideia. Ficamos muito felizes com a repercussão do movimento, afinal, esse era o objetivo desde o início”, finaliza Vivian.

Animal Equality

A Animal Equality é uma Organização Não Governamental que surgiu na Espanha, em 2006. A ONG chegou ao Brasil em 2016 e, desde então, tem convocado manifestações e ações em prol do fim da exploração animal, em território nacional.

A ONG atua em diversos campos para garantir que o trabalho seja realizado com sucesso. Entre os departamentos estão: o de investigação, de campanhas, de políticas de alimentação e também no campo legislativo.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s